skip to Main Content

Gateway de pagamento: o que é, como funciona e benefícios

Você disponibiliza um bom gateway de pagamento para garantir transações financeiras ágeis e seguras aos seus clientes? No comércio eletrônico, o processo de checkout é um dos passos mais importantes para a conversão.

De acordo com o anuário CX Trends 2022, feito pelas empresas Octadesk e Opinion Box, 62% dos consumidores entrevistados já desistiram de uma compra por conta de uma experiência ruim durante a jornada.

Dentre os principais motivos que levam à desistência estão as formas de pagamento disponíveis e falta de parcelamento.

Para mudar esse cenário, é essencial oferecer um bom gateway que garanta eficiência, segurança, credibilidade e diversidade de opções de pagamento. 

Quer descobrir como fazer isso? Vem com a gente que vamos te explicar o que é gateway de pagamento, como funciona, como escolher e quais os benefícios para o e-commerce.

O que é gateway de pagamento?

O gateway de pagamento é uma tecnologia de pagamento digital responsável ​​por conectar e transferir dados de forma rápida e segura entre usuários, e-commerces e as instituições financeiras (bancos, operadoras de cartões, fintechs, etc) na internet.

É por meio desse sistema que a sua loja virtual possibilita que seus clientes façam o pagamento online no ato da compra, seja por cartão de crédito, débito, transferência bancária, carteira digital, boleto, entre meios de pagamento.

Nesse fluxo, a plataforma é responsável por coletar, transmitir e armazenar os dados do cliente para que as transações financeiras sejam concluídas de forma rápida e segura. 

Isso traz mais praticidade ao lojista, pois todas as informações de pagamento do seu negócio ficam centralizadas e você utiliza uma única interface.

Gateway de pagamento: entenda como funciona

Sabe quando o cliente entra em sua loja virtual, coloca os produtos no carrinho e, em seguida, vai para o checkout para informar como deseja pagar pela compra? É justamente nessa etapa que entra o gateway de pagamento!

Esse sistema, usado para que sua empresa faça a cobrança do pedido de compra, possui integração com a sua página de checkout. Portanto, o cliente não precisará sair do seu site para efetuar o pagamento.

Basicamente, ele precisará apenas escolher a forma que deseja pagar pela compra (cartão de crédito à vista ou parcelado, no boleto, Pix e outros) e informar os seus dados.

No momento em que o cliente finaliza a compra, o gateway faz a comunicação com o adquirente (operadora responsável por liquidar as transações financeiras, como Stone, Cielo e Rede) para que a transação seja efetiva.

A adquirente analisa, processa e informa a transação à bandeira de cartão ou instituição financeira emissora.

Em seguida, a instituição financeira verifica se as informações estão corretas, se há saldo disponível e analise a segurança da informação para confirmar a operação.

Por fim, quando a transação é aprovada, o cliente recebe a confirmação de pagamento e o lojista já pode preparar o envio da encomenda.

Parece que são muitas etapas, não é? Contudo, todo esse processo dura apenas alguns segundos. 

5 vantagens de um gateway de pagamento para loja virtual

Não tem como determinar se um gateway de pagamento é uma boa alternativa para o seu negócio, sem conhecer as vantagens que esse sistema oferece para os e-commerces. Por isso, listamos os principais benefícios ao utilizá-lo em sua loja. Veja a seguir:

1. Redução de despesas

Com esse sistema, você consegue reduzir os custos com taxas administrativas, já que a sua empresa estará diretamente conectada às instituições financeiras e bandeiras de cartão. 

Como não há necessidade de contratar uma terceira empresa, os custos por cada transação são menores e é possível reduzir despesas com contratos e mensalidades.

2. Autonomia e independência

Como falamos anteriormente, você estará conectado diretamente aos bancos e operadoras que escolher. 

Além de dar mais agilidade nas transações financeiras, isso gera maior liberdade para você definir as condições de pagamento que serão aceitas em sua loja, como quais cartões de crédito e número de parcelas permitidos.

3. Segurança para vender online

Ao vender produtos online, é crucial contar com sistemas de pagamento confiáveis para garantir a segurança do seu e-commerce e do seu cliente.

Nesse sentido, o gateway de pagamento é uma boa opção, pois segue as normas do PCI Compliance, que é um padrão de segurança de dados para a indústria de cartões de pagamento.

Além disso, há empresas de gateways que também disponibilizam integração com tecnologias antifraude, o que reduz o risco de chargeback (quando uma cobrança é contestada pelo titular do cartão).

4. Múltiplas opções de pagamento para o cliente

Alguns clientes preferem pagar por boleto, outros optam por utilizar o cartão de crédito e ainda há aqueles que gostam de usar Pix ou transferência bancária.

Para atender aos diferentes perfis de público, é importante oferecer múltiplas opções de pagamento, o que é possível por meio de um gateway. 

Assim, você pode atrair mais consumidores e aumentar as chances de conversão em seu e-commerce, o que te ajuda a vender mais.

5. Gestão financeira simplificada

Muitos sistemas oferecem painéis de gestão financeira que permitem acompanhar e gerenciar as transações no e-commerce. 

Desta forma, é possível ter uma maior controle de vendas e recebíveis, o que facilita na gestão financeira do seu negócio.

Você ainda pode descobrir dados importantes sobre o seu público, como frequência e valor de vendas, ticket médio de compra, opções de pagamentos mais utilizadas, etc.

Para qual tipo de negócio um gateway é indicado?

O gateway de pagamento é indicado para qualquer loja online, independentemente do segmento, que não deseja terceirizar um serviço de pagamento. 

Entretanto, vale deixar claro que com com esse sistema o lojista é responsável por todas as transações financeiras no e-commerce

Isso significa que diante de um chargeback é o próprio empreendedor que deve arcar com os prejuízos, caso o valor seja estornado e o produto não seja devolvido ao estoque

Ou seja, você terá redução de custos e maior controle da gestão financeira da empresa, mas precisará assumir alguns riscos. 

Pensando nisso, é importante contratar separadamente um sistema antifraude para aumentar a segurança do seu negócio.

Como escolher um bom gateway para e-commerce: o que analisar na hora da decisão?

Um gateway de pagamento pode trazer inúmeras vantagens para o seu e-commerce, inclusive ajudar nas conversões.

No entanto, optar por contratar esse sistema é uma decisão muito importante, que deve ser devidamente planejada. 

Antes de escolher, você precisa analisar diversos aspectos para ter certeza de que encontrou a melhor solução para o seu e-commerce.  

Veja agora quais aspectos você deve considerar ao escolher um sistema de pagamentos: 

Segurança

Um bom gateway de pagamento deve oferecer alta segurança para proteger os dados da sua loja virtual e dos seus clientes. Por isso, considere empresas que oferecem criptografia de dados para evitar a exposição e o vazamento de informações.

Estabilidade

Se o gateway não funcionar corretamente, seu cliente não conseguirá comprar e você pode perder uma venda. Portanto, é essencial que o sistema escolhido tenha boa estabilidade. 

Suporte e atendimento

Sabemos que imprevistos podem acontecer no meio virtual. Entretanto, seu e-commerce não pode ficar na mão nesse momento, já que dependendo do tipo de problema, suas vendas podem ser comprometidas.

Antes de escolher um sistema de pagamento, verifique se a empresa oferece suporte e se haverá um time pronto para te ajudar quando necessário.

Gateway de pagamento e intermediador (ou subadquirente): entenda as diferenças

O gateway de pagamento atua como uma ponte ao transmitir as informações para a adquirente (bancos e bandeiras de cartão) que, por sua vez, fica responsável por processar a compra.

Com ele, o checkout pode ser feito diretamente em sua plataforma de e-commerce, mas o lojista é responsável por todas as transações financeiras realizadas no site.

O intermediador, também conhecido como subadquirente, funciona de maneira similar, já que também faz a intermediação dos pagamentos entre e-commerce, consumidor e adquirente (bancos, instituições financeiras e bandeiras de cartão).

A diferença está na gestão dos processos online. O subadquirente assume algumas  responsabilidades junto às instituições bancárias, tem monitoramento antifraude e negocia as taxas diretamente com bancos e operadoras de cartões.

O intermediador também é responsável por reter os valores das compras e concentrá-los em sua conta. 

Isso significa que se você quiser transferir o dinheiro para sua conta bancária, será necessário enviá-lo do intermediador para a instituição desejada, diferente do que ocorre com o gateway.

Além disso, os subadquirentes fazem com que o cliente saia da página da loja virtual para efetuar o pagamento, o que garante mais segurança ao lojista, mas pode levar o consumidor a desistir da compra. 

Atente-se também aos valores de taxas e comissões, que costumam ser cobrados por vendas com um intermediador de pagamento. Já com o gateway, cabe ao lojista negociar e conseguir as melhores taxas na relação com as adquirentes.

Quais os melhores gateways de pagamento do Brasil?

Existem diversas empresas no Brasil que oferecem gateway de pagamento, cada uma conta com suas próprias especificidades e vantagens. Conheça as principais soluções:

Mercado Pago

O Mercado Pago é a solução mais completa de pagamentos online, indicada para empresas de todos os portes.

A plataforma unifica em um único sistema tudo o que você precisa para fazer a gestão financeira do seu e-commerce de maneira simplificada.

Dentre as vantagens, podemos destacar:

  • vendas parceladas no cartão de crédito e por boleto bancário;
  • funcionalidades de carteira digital;
  • Checkout Pro e Checkout Transparente;
  • split de pagamentos (indicada para as empresas que possuem mais de um recebedor nas suas transações financeiras online);
  • plataforma única de recebimentos online;
  • acesso à base de clientes do Mercado Livre.

PagSeguro

Já o PagSeguro é um sistema desenvolvido pela Uol e é considerado um dos mais conhecidos para recebimento de pagamentos online.

O gateway possui vários recursos de vendas online e há 25 meios de pagamentos disponíveis, além de conta digital.

Não há custos de mensalidade, apenas cobranças por transação. As taxas variam de acordo com a modalidade (se a transação é à vista ou parcelada).

PayPal

O grande diferencial do PayPal é a possibilidade de aceitar meios de pagamento tradicionais, como crédito e débito online, e até internacionais.

Se você vende produtos para fora do Brasil, essa é uma solução interessante para sua loja virtual. Também não há custos de mensalidade, mas cobrança de taxas por cada transação.

Pagar-me

Por fim, a Pagar-me é um gateway de pagamento que tem como objetivo oferecer praticidade ao empreendedor ao possibilitar o gerenciamento das vendas em um único lugar.

O sistema possibilita que o lojista aceite pagamentos via cartão de crédito em até 12x, boleto e Pix, também oferece split de pagamento e checkout transparente. Já em relação às taxas, há variações de acordo com o tipo de transação.

Conclusão

Neste artigo, você descobriu que gateway de pagamento é um sistema online responsável por conectar consumidores, lojistas e instituições financeiras. 

Essa solução garante que o cliente consiga efetuar uma compra em seu site por meio de diferentes meios de pagamento. Em seguida, o valor referente à compra é enviado ao lojista.

Existem diferentes empresas de gateway, como Mercado Pago, Pagar-me e PagSeguro. No entanto, antes de escolher, leve em consideração estabilidade, segurança e suporte, não apenas valores de taxas.

E se você chegou até aqui porque está preocupado em aumentar as conversões da sua loja, saiba que o frete é outro fator que leva à desistência de compra.

Segundo a pesquisa CX Trends 2022, que mencionamos no início do artigo, o frete alto é responsável por 65% das desistências de compra online. 

Isso significa que não basta oferecer múltiplas opções de pagamento para o cliente, se a sua entrega está cara. 

A boa notícia é que com a Kangu você pode baratear em até 75% o valor do seu frete, sem precisar pagar mensalidades, nem assinar contratos.

Você ainda tem acesso a prazos exclusivos, gestão de envios simplificada, rastreamento de entrega em tempo real e mais de 2.800 pontos para postagem de mercadorias.

Quer comprovar a economia? Clique na imagem abaixo e simule grátis seu frete agora mesmo:

Diogo Inoue

Head of Sales

Back To Top