skip to Main Content

Vender produtos online: aprenda a ganhar dinheiro na internet

Nos últimos anos, vender produtos online tornou-se uma ótima forma de ganhar dinheiro na internet. Esse formato de negócio virtual está em alta em razão da praticidade, mobilidade, investimento baixo e segurança oferecidas por essas plataformas digitais. 

Inclusive, nos últimos anos, o comércio eletrônico tem alcançado faturamento expressivo. Em 2019, por exemplo, o e-commerce brasileiro faturou mais de R$ 60 bilhões, segundo um levantamento feito pela Ebit|Nielsen, empresa que mede reputação de lojas virtuais.

Inclusive, as expectativas para o próximo ano também são muito positivas. Se  você quer aproveitar as oportunidades desse mercado, em plena expansão, saiba que a comercialização de produtos online é uma chance de empreender de forma sólida.

Quer lucrar na internet e conquistar de uma vez por todas a sua independência financeira? Então, esse artigo é o que você procura. Vem com a gente!

 

Precisando de uma renda extra? A internet oferece inúmeras possibilidades.

Vender produtos online vale a pena?

Muitas pessoas que se interessam em vender produtos pela internet se perguntam se este negócio realmente vale a pena. A resposta é: com certeza!

Os canais digitais são democráticos e oferecem um universo de possibilidades para seus empreendedores dos mais diferentes nichos de mercado.  

Isso porque, nos canais digitais é possível comercializar os mais variados tipos de produtos e serviços, além de ter acesso a recursos para divulgação, atração de clientes, gestão de processos e plataformas de lojas virtuais que atendem negócios de diversos tamanhos. 

 

Vantagens de vender produtos online

Além de aprender a fazer venda de produtos online, saiba que essa modalidade de negócios chama muita atenção de diferentes perfis de empreendedores por suas inúmeras vantagens.

Entre as principais, sem dúvida, está a facilidade de começar nesse ramo, já que é possível comercializar produtos pelas redes sociais ou montar uma loja virtual sem grandes dificuldades e altos investimentos. 

Caso não tenha muita grana para investir, saiba que é possível colocar sua operação para rodar sem a contratação de profissionais especializados ou grandes estruturas tecnológicas. É possível terceirizar algumas atividades ou fazer você mesmo. 

Sem contar que, ao vender produtos online, você tem a comodidade de trabalhar sem sair de casa, o que garante mais disponibilidade para atividades do dia a dia, além de não precisar investir em aluguel de espaços, por exemplo. 

A internet também tem o poder de dar mais visibilidade para o seu negócio, já que o digital não tem fronteiras e você pode anunciar e vender para o mundo todo, se quiser.

Primeiros passos: como começar a vender produtos online

Para tornar seus negócios virtuais lucrativos, você pode começar aos poucos, por exemplo, vendendo produtos pelas redes sociais, como o Facebook e Instagram, que possuem verdadeiras lojas virtuais dentro das suas plataformas. 

Há também a possibilidade de montar um e-commerce sem grandes investimentos. Hoje em dia, há muitas plataformas que permitem que você crie seu site de uma forma rápida e sem complicações. 

O mercado disponibiliza planos acessíveis e layouts padronizados para que possa montar a sua própria loja. Muitas empresas, inclusive, já oferecem meios de pagamentos e parceiros de logística, como a Kangu, que cuida de todo o processo de envio de mercadorias

Entretanto, se você está pensando em criar uma loja virtual que chame a atenção e quer investir em alternativas de marketing, confira a seguir o passo a passo de como criar a sua loja virtual:

1. Crie um site e sua identidade visual

Em primeiro lugar, você deve ter um site. Portanto, se você ainda não tem um, monte.

Como vimos, é possível fazer uma loja virtual simples em plataformas de forma rápida, sem complicações, com muitas opções inclusive grátis.

É possível encontrar diversos planos acessíveis e layouts padronizados para montar a sua própria loja de maneira personalizada.

Na hora de criar a sua identidade visual, você deve pensar na sua marca. O ideal é que o seu site mantenha o esquema de cores que você já utiliza na sua marca. Isso dá um ar de profissionalismo e aumenta a confiança de clientes em potencial.

A regra é, quanto mais completo estiver o seu site, maiores serão as chances de você concretizar uma venda.

Por isso, tente priorizar por plataformas que ofereçam vários métodos de pagamento para os seus clientes, pois assim você não corre o risco de perder uma venda por um motivo que é facilmente contornável.

2. Acerte todos os pontos com os fornecedores

Outro ponto importante para começar a vender produtos online é tentar conseguir acordos que sejam interessantes com os seus fornecedores.

Se você conseguir diminuir os custos envolvidos na compra da matéria prima ou dos produtos que você revende em seu site, vai conseguir aumentar a sua margem de lucro.

Além disso, esses acordos são muito importantes especialmente em temporadas de vendas, como o dia das mães, Black Friday ou o Natal.

Durante essas épocas do ano, as lojas costumam lançar diversas ofertas e, se você não tiver um bom acordo com os seus fornecedores, conseguir disponibilizar ofertas e descontos que sejam chamativos sem que isso prejudique o seu rendimento.

Portanto, tente acertar todos os pontos com os seus fornecedores. Se possível, se adiante e tente conseguir acordos de desconto justamente para se preparar para essas temporadas de venda e conseguir oferecer descontos mais atrativos.

3. Defina os meios de pagamento e contrate um gateway

Já falamos superficialmente sobre os meios de pagamento em um tópico anterior, mas é importante ressaltar que a escolha desses métodos é muito importante para todo e qualquer e-commerce que queira se estabelecer no mercado virtual.

Isso porque, muitas vezes, muitas lojas virtuais deixam de efetuar uma venda porque seus sites não oferecem o método de pagamento que o cliente pode utilizar naquele momento.

Por isso, é muito importante que a sua loja virtual ofereça a maior quantidade de métodos de pagamento possível, pois assim você não corre o risco de perder uma venda.

Para resolver essa questão, você pode tanto trabalhar com empresas de intermediação de pagamento via internet ou diretamente com as administradoras dos cartões de crédito.

Lembre-se de escolher marcas e bandeiras que sejam conhecidas e amplamente utilizadas no mercado, pois assim você garante tanto as vendas como a segurança dos dados fornecidos pelos clientes que comprarem com você.

Entretanto, não pare por aí. Se houver a possibilidade de fornecer boleto bancário, pix ou outras formas de pagamento, maiores serão as suas chances de faturar.

Outra dica é oferecer preços diferenciados para os pagamentos à vista, como uma forma a mais de incentivar o consumidor a concluir a transação.

Também é aconselhável que você verifique se a plataforma escolhida oferece serviço de checkout transparente.

Esse serviço permite que o consumidor realize o pagamento de forma rápida e prática, sem a necessidade de abertura de pop-ups ou de migração para outras páginas na hora de concluir a compra.

Isso pode parecer bobo, mas representa uma enorme vantagem para as lojas virtuais, já que ajuda a diminuir os índices de abandono de carrinhos.

4. Faça um plano de Marketing

Uma vez que você já tem a sua loja virtual no ar e funcionando, é hora de pensar em como fazer com que as pessoas navegando na internet cheguem até o seu site e vejam os seus produtos. Afinal, quem não é visto não é comprado.

A melhor maneira de atrair pessoas para a sua loja virtual é elaborando e executando um plano de marketing, pois assim você vai conseguir fazer campanhas de marketing digital planejadas diretamente para o seu público alvo.

Por isso, antes de tudo, é preciso que você defina bem quem é esse público alvo. Se possível crie uma persona, isto é, um perfil de cliente ideal.

Você deve tentar responder perguntas a respeito da personalidade dessa pessoa, saber quanto ela gasta, quais são as suas dores e estabelecer como a sua loja virtual pode ajudá-la nesse sentido.

Uma vez que você tenha o seu público alvo e suas personas bem definidas, você deve colocar isso dentro do seu plano de marketing, junto com outras informações como o orçamento disponível para a produção de campanhas e em quais redes sociais a estratégia é focada.

Hoje, é possível anunciar em todos os sites com grande tráfego, como Google, Facebook e Instagram.

O lado bom é que as próprias plataformas já oferecem alternativas para que você produza e gerencie os anúncios dentro delas mesmas.

Você pode, inclusive, segmentar o público para quem o seu anúncio aparece. Aí é só alinhar o público alvo do anúncio com o público alvo e com as personas que você criou no seu plano de marketing para começar a por a estratégia em prática.

5. Defina suas formas de frete e envio de mercadorias

Por fim, uma dica crucial é definir muito bem as suas formas de frete e envio de mercadorias, pois esse é o momento mais sensível e importante de uma venda online.

É necessário que a sua taxa de frete seja acessível para o seu cliente, mas que ela também seja rápida e eficiente.

Nesse sentido, plataformas como a Kangu podem te ajudar a encontrar as melhores opções para que você sempre agrada os seus clientes com uma entrega rápida, barata e eficiente.

Se você quiser, também é possível colocar como um diferencial da sua empresa a entrega sustentável e, nesse sentido, a Kangu também pode te ajudar a encontrar alternativas que ajudem a tornar a sua loja mais amigável do meio ambiente.

Benefícios de abrir uma loja virtual

Vender produtos online a partir de uma loja virtual é uma ótima oportunidade de negócios, podendo possibilitar boas vendas e, consequentemente, ótimos lucros. 

Mas montar um e-commerce também pode oferecer inúmeras outras vantagens. Selecionamos as principais para você. Confira!

Liberdade e mobilidade

Ser dono do próprio negócio exige muita dedicação e empenho mas, em contrapartida, também proporciona liberdade e mobilidade.

Isso porque, diferente de uma loja física, no modelo de comércio online, você pode trabalhar de onde e quando quiser, claro que respeitando sempre as necessidades do seu negócio, mas fazendo sua própria rotina profissional.

Economia

Ao abrir uma loja em ambiente físico, certamente, será necessário investir em estrutura, como aluguel de espaços, funcionários, móveis e muitos outros componentes para fazer o seu negócio rodar. 

Ao vender produtos pela internet, você não precisa considerar esses custos, já que é possível trabalhar da sua casa. 

Sem contar que o custo para contratar uma plataforma de ecommerce e todos os serviços é muito menor se comparado com uma loja física. 

Segurança

Nos últimos anos, o e-commerce brasileiro tornou-se um canal de compras online muito seguro. Isso porque, as empresas investem pesado em recursos tecnológicos, que garantem o sigilo de dados dos seus clientes. 

Sem contar que a Lei Geral de Proteção de Dados, aprovada recentemente, proporciona transações ainda mais seguras em lojas virtuais e também pelas redes sociais. 

Praticidade

Ano após ano, as compras estão cada vez mais práticas tanto para os consumidores quanto para os proprietários de e-commerce, que contam com tecnologias avançadas, tornando os processos muito mais rápidos e funcionais.

Hoje em dia, há muitos sistemas, como ERPs (Enterprise Resource Planning), plataformas de automação e ferramentas de análise, que fazem a interligação de todos os dados e processos de uma loja virtual.

Sugestões de produtos para sua loja virtual: o que vender em 2021

Em 2021, diversos setores apresentaram uma alta de vendas através de lojas virtuais. Confira a seguir uma lista com os melhores produtos para se vender online em 2021:

  • Roupas e moda em geral;
  • Kits Artesanais;
  • Capas para sofás;
  • Vitaminas personalizadas;
  • Material de jardinagem;
  • Ferramentas faciais;
  • Equipamento de treino em casa;
  • Acessórios para smartphones;
  • Material de escritório em casa;

Dicas para criar sua loja virtual e vender produtos online

Para ter negócios virtuais lucrativos e vender pela internet, o primeiro passo é escolher o nicho de mercado que pretende atuar. A partir dessa definição, é preciso entender qual é o seu público-alvo, ou seja, para quais pessoas você pretende vender seus produtos. 

Não deixe também de pesquisar os seus concorrentes, o que eles vendem, como vendem, qual a linguagem de comunicação, em quais redes sociais eles estão, quais os preços praticados e por aí vai. 

Se decidir montar uma loja virtual, certifique-se de contratar uma plataforma que atende ao perfil do seu negócio e a sua expectativa de crescimento. 

Nesse sentido, o mercado oferece desde plataformas mais básicas e gratuitas até lojas mais robustas e que suportam um alto volume de visitas diárias. Escolha o layout mais adequado com o estilo do seu público e não esqueça de usar as redes sociais ao seu favor. 

Faça postagens orgânicas sobre os seus produtos, serviços e promoções, mas não deixe de utilizar anúncios pagos para aumentar o alcance das suas publicações. 

Para vender produtos pela internet e ter sucesso, você também precisará  contar com bons fornecedores, que garantem bons preços, qualidade, segurança, opções de parcelamento, facilidade de devoluções, entre outros. 

Tenha um parceiro de envio de encomendas que faça entregas ágeis e seguras em todo o país, pois a etapa de entrega é determinante para um bom relacionamento com o seu público. 

Conclusão

Vender produtos online é uma forma de negócio muito lucrativa, mas para que seu projeto decole, você precisará de empenho, estrutura, parceiros e estratégias consolidadas.

Para você que não tem muita grana para investir, é possível começar pequeno e ampliar sua loja gradativamente. Além de garantir bons lucros, vender online te proporciona liberdade, segurança, praticidade e autonomia. 

Não esqueça de contar com bons parceiros em todos os seus processos de compra. Na hora de escolher seu parceiro de envio de mercadorias, conheça as soluções da Kangu para sua loja virtual. 

Nossa plataforma possui uma conta com rede de pontos de entrega e retirada de encomendas, além das melhores transportadoras do Brasil. Acesse o nosso site e saiba como economizar com a Kangu.

Calcule seu frete e economize com a Kangu!

Marcelo Guarnieri

Chief Executive Officer (CEO) e fundador da Kangu

Back To Top