skip to Main Content

Como ganhar dinheiro na internet: Guia com dicas e ferramentas

Como ganhar dinheiro na internet de forma confiável [DICAS]

Quer aprender como ganhar dinheiro na internet? Saiba que o universo digital tem se consolidado como um excelente canal para quem quer empreender, já que oferece inúmeras possibilidades de negócios. 

 Inclusive, nos últimos anos, um dos setores que mais cresceu no país foi o comércio eletrônico..Segundo um levantamento feito pela Ebit/Nielsen, em parceria com a Elo, as compras online crescem, neste primeiro semestre de 2020, 47%, totalizando R$ 38,8 bilhões. Somado a isso, nesses primeiros seis meses foram realizados 90,8 milhões de pedidos.

 Se você quer aproveitar as inúmeras oportunidades desse mercado, continue lendo esse artigo e encontre as formas mais confiáveis e seguras para ganhar dinheiro pela internet.

 Vale a pena vender seus produtos através de um marketplace?

É possível ganhar dinheiro na internet?

A resposta é sim. A internet é um universo de mil e uma oportunidades, permitindo que negócios dos mais diversos portes e segmentos possam atuar no digital e, claro, lucrar e muito.

 Para que você também possa ter espaço nesse mercado, é preciso criar estratégias consistentes para atingir o público que deseja. Mas não precisa se preocupar, pois  nos próximos tópicos vamos te dar algumas dicas de como fazer isso. 

Como ganhar dinheiro na internet

Ao despertar o interesse neste universo, muitas pessoas se fazem a seguinte pergunta: Mas, afinal, como ganhar dinheiro na internet de verdade? 

 Saiba que há várias estratégias que são imbatíveis para tornar a sua marca conhecida, atrair clientes e, claro, vender produtos ou serviços.

 Se pretende comercializar algum tipo de produto, as redes sociais são ótimos canais para quem está começando, pois elas oferecem recursos para que você possa vender dentro das plataformas.

O Whatsapp também tornou-se, nos últimos anos, um canal que garante boas vendas para os mais diferentes portes de empresas, inclusive, para MEI e ME

 Para as pessoas que desejam entender como ganhar dinheiro na internet de forma confiável e consistente, saiba que os sites oferecem ótimas oportunidades, por ser uma vitrine muito atrativa.

Uma loja virtual reúne diferentes produtos com preços, prazos de entregas e muitas outras informações aos seus clientes, o que gera mais confiança para a efetivação das compras. 

Quero começar agora: como ganhar dinheiro na internet rápido e do zero

Como vimos anteriormente, existem diversas formas de ganhar dinheiro na internet, como através das redes sociais e lojas virtuais.

Entretanto, uma das maneiras mais rápidas para ganhar dinheiro na internet é através de marketplaces, como o Mercado Livre e OLX. 

Nesses sites, não há a necessidade de criar uma loja virtual. Você simplesmente posta os seus produtos na plataforma, com seus detalhes e precificação de frete, e, se você chamar a atenção de algum consumidor dentro desses mercados, já começa a vender.

Não tenho um computador: é possível abrir uma loja virtual só com o celular?

Sim! Hoje em dia, é possível criar uma loja virtual somente com o seu celular. Aplicativos como o NuvemShop, Shopify permitem que você crie a sua própria loja virtual usando apenas o celular.

Além disso, outros aplicativos, como o Mercado Livre e OLX permitem que você venda produtos de forma fácil e intuitiva, mesmo que não tenha uma loja virtual. 

Nesse sentido, até mesmo o Facebook e o Instagram podem servir como ferramentas para realizar vendas, já que funcionam da mesma forma intuitiva e fácil, sem que você precise de mais nada além de um celular.

Dicas para ganhar dinheiro online

Mas para que possa entender como todos esses canais funcionam, nos próximos tópicos, vamos explicar como cada um deles atua e como você pode ter uma renda da internet e conquistar de uma vez por todas a sua independência financeira. Confira!

Crie um blog, Instagram ou canal na Twitch ou Youtube

Você até pode pensar: mas será que realmente dá para ganhar dinheiro nesses canais?  Claro que sim! Essas redes foram criadas para o entretenimento, mas ao longo dos anos, elas transformaram-se em recursos de vendas para pequenas, médias e grandes empresas.

 

A principal estratégia, sem dúvida, é o conteúdo como principal recurso para a atração dos e fidelização dos clientes.

 Tanto no blog, Instagram e YouTube, a ideia é produzir conteúdo que realmente gere valor para os usuários, o que atrai anunciantes para seu canal, sendo, portanto, uma ótima oportunidade para pessoas que querem se tornar influenciadores digitais. 

Ofereça serviços online

Outra maneira muito eficaz para ganhar dinheiro pela internet é oferecer serviços online. Por exemplo: se você é um advogado ou consultor financeiro, por exemplo, que tal oferecer seus serviços pela internet?

 Uma dica é criar site e redes sociais para que você possa ser encontrado e, claro, para que os seus clientes possam ter acesso às principais informações sobre seus serviços.

Venda através das redes sociais e marketplaces

Como já falamos acima, as vendas na internet estão apresentando crescimento exponencial e sólido ano após ano. 

 É possível vender seus produtos nas redes sociais, como Facebook e Instagram, por exemplo, que disponibilizam recursos para que as marcas possam vender seus produtos direto da plataforma. 

 Outra forma de como ganhar dinheiro na internet são os marketplaces, que são canais de vendas que possibilitam que lojas e pessoas físicas possam comercializar os mais diversos tipos de produtos sem precisar, necessariamente, ter um site próprio.

 Esses sites oferecem toda a estrutura necessária para que os vendedores possam expor e comercializar seus produtos mediante ao pagamento de taxas. 

 A vantagem é que esses canais já possuem reputação no mercado, sendo uma ótima oportunidade para que sua marca tenha maior exposição. 

Monte uma loja virtual

As lojas virtuais também estão no topo da lista para quem quer saber como ganhar dinheiro na internet de verdade e de uma forma consistente e contínua. 

A vantagem é que você consegue montar uma loja virtual gastando pouco, já que há muitas plataformas que oferecem planos acessíveis e layouts padronizados sem que você precise investir uma grana absurda, como a Nuvemshop, por exemplo.

Ao passo que o seu comércio eletrônico vai se consolidando, é possível contratar plataformas mais robustas para absorver a demanda de visitas e vendas. 

O que é necessário para abrir uma loja virtual

A primeira coisa é entender para qual público você deseja vender. Esse quesito é importante para que possa saber qual o layout do site e os recursos mais adequados para atrair seu público. 

Depois disso, para ter renda na internet escolha a plataforma de eCommerce que possa atender às necessidades e preferências do seu negócio. 

É preciso ter ainda intermediadores e gateway de pagamentos para receber dos seus clientes. Somado a isso, a segurança das transações também é primordial e você precisará ter recursos antifraude e certificados de segurança, que protegem os dados dos clientes.  

Não se esqueça de desenvolver estratégias de marketing para atrair o seu público para a sua loja. Para que os processos internos sejam executados da forma mais adequada, não deixe de contratar sistemas de sistema de BackOffice e ERP.

Por fim, você precisará ter também parceiros de envios de encomendas, que ofereçam entregas seguras, eficientes e rápidas para os seus clientes. 

Quais as melhores formas de abrir uma loja virtual

Existem diversas formas de abrir uma loja virtual. Você pode utilizar tanto redes sociais, como Facebook ou Instagram, ou MarketPlaces consolidados no mercado, como o Mercado Livre e o Magazine Luiza.

Veja a seguir as melhores formas de abrir uma loja virtual hoje:

Abra uma loja no Instagram

Para abrir uma loja no Instagram, a primeira coisa que você deve fazer é abrir um perfil comercial no aplicativo.

Contas comerciais permitem que seus donos analisem métricas, como o alcance das publicações, impressões, interações e visitas no perfil.

Além disso, é possível obter dados a respeito das pessoas que curtiram a página. Essa é uma ótima ferramenta para saber se você está ou não atingindo o público alvo pretendido.

Uma vez que você tenha criado e configurado sua conta, é preciso que você descreva bem o seu negócio na bio do Instagram.

Tente fazer com que a descrição não deixe nenhuma dúvida a respeito do seu negócio e, caso você já tenha uma loja virtual e esteja tentando aumentar o alcance da sua loja através do Instagram, não se esqueça de colocar o link da loja na bio.

Se você tem uma página de negócios no Facebook, você pode habilitar a função “Loja” do Instagram. 

Ela permite que você cadastre e venda seus produtos direto na rede social, diminuindo o caminho de compra do cliente, que não vai precisar sair da plataforma para fazer suas compras.

Dica extra: Tire fotos boas dos seus produtos e use hashtags para aparecer no feed de mais pessoas interessadas no seu produto.

Venda pelo Facebook

O Facebook é outra rede social que possui um canal de vendas bastante popular. Para isso, você deve criar uma página na plataforma.

Essa tarefa é bastante fácil e leva apenas alguns segundos. Lembrete: já que você quer vender pelo Facebook, na hora de escolher a categoria da sua página, escolha “Negócio ou Marca”.

Uma vez que você já tem a página do seu negócio criada, é hora de criar uma loja virtual dentro da sua página.

Para ativar essa função, você deve ir ao menu “Configurações” e clicar em “Modelos e Guias”. Em seguida, clique no botão “Adicionar Guia” e selecione “Loja”.

Antes de terminar, você precisa aceitar os Termos e Políticas do Vendedor e escolher como os clientes vão finalizar a compra: se é direto pelo Facebook ou por um site externo.

Após decidir-se, você pode ou cadastrar os seus produtos diretamente no Facebook ou cadastrar o seu site ou plataforma de eCommerce para começar a vender.

Dica: tente criar coleções de produtos. Elas vão te permitir destacar produtos específicos, que saem mais, e alavancar suas vendas.

Ofereça seus produtos no Mercado Livre

O Mercado Livre é um Market Place bastante consolidado no mercado brasileiro. É fácil de utilizar e, para começar a vender, não é necessário criar uma loja virtual.

Basta entrar na plataforma e clicar na opção “Vender”, que está no menu superior. Em seguida, você deve definir o que vai anunciar e criar um título para o anúncio seguindo a estrutura: produto + marca + modelo.

Em seguida, você deve preencher as informações do seu produto, como fotos, o estoque disponível, o código universal do produto e suas variações.

Você ainda vai ter de preencher uma ficha técnica, especificando as características do produto, informar o preço, informar as formas de envio e escolher o tipo de anúncio.

Você pode escolher a opção básica, Grátis, a opção Clássica, que possui uma exposição alta, ou a opção Premium, que oferece exposição máxima do seu anúncio. Aí é só clicar em “Anunciar” e seu produto vai estar no ar aos olhos de diversos consumidores potenciais.

Dica: dê mais informações sobre o seu produto, como se há garantia, se oferece nota fiscal eletrônica, descrições mais detalhadas sobre o produto e, se você sentir necessidade, até mesmo um vídeo mostrando como seu produto funciona e suas vantagens.

Comece sua loja pela OLX

A OLX, assim como o Mercado Livre, é uma ótima ferramenta para começar a vender online. Ela é líder mundial no mercado C2C (Customer to Customer, ou Consumidor para Consumidor) e possui um grande público para todo tipo de produto.

Começar a vender pela plataforma é bem fácil. Basta criar uma conta e criar um anúncio. O passo a passo é bem similar ao do Mercado Livre.

Ou seja, você deve preencher todos os dados do produto, utilizar a estrutura produto + marca + modelo, preencher dados de envio, localização e opções de contato.

Uma vez que seu anúncio esteja no ar, ele fica alguns dias em destaque. Se você quiser que ele volte a ficar em posição de destaque, pode desembolsar uma pequena quantia dentro da OLX para que seu produto apareça em primeiro lugar para os consumidores.

Saiba como vender no Magazine Luiza

Vender na Magazine Luiza requer alguns passos a mais do que a OLX e o Mercado Livre. Para vender nesse MarketPlace, você deve antes preencher alguns requisitos. São eles:

  • Nome da loja;
  • Plataforma de integração utilizada;
  • CNPJ;
  • Razão Social;
  • Nome Fantasia;
  • Site (se possuir um);
  • CEP da postagem.

Uma vez que você tenha preenchido todos os dados da sua loja, você deve aguardar a avaliação da Magalu. 

Dentro de alguns dias, o MarketPlace deve entrar em contato com você informando se sua loja foi aprovada ou não e o passo a passo para dar continuidade ao cadastro.

Lembrete: no Magazine Luiza, é obrigatório a emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) ou avulsa para todos os produtos vendidos.

Venda seus produtos pela Amazon    h3

Qualquer pessoa física ou empresa pode vender pela Amazon. Para isso, basta possuir um CPF ou CNPJ válido, ou seja, não há a necessidade de realizar contrato social ou qualquer documento dessa natureza para começar a vender.

Contudo, para começar a receber pagamentos, é necessário ter um cartão de crédito internacional (Visa, Mastercard ou Diners) e uma conta bancária com o mesmo CPF ou CNPJ cadastrado no site.

Uma vez que você tenha o seu cadastro feito, basta começar a anunciar produtos para que as vendas comecem a ser realizadas pela Amazon.

Importante: a Amazon oferece dois tipos de plano para vendedores: o individual, destinado a pessoas que querem vender menos de 10 itens por mês – o custo desse contrato é de R$2,00 por item) e o plano profissional, que não possui limite máximo de vendas e que possui um custo de R$19,90 por mês.

Venda produtos usados pelo Enjoei

O Enjoei é uma plataforma muito parecida com a OLX – é um MarketPlace focado em vendas C2C – sendo que o seu foco é em produtos usados.

Para começar a utilizar a plataforma para vendas, basta criar uma conta, cadastrar os produtos e começar a vender.

É um processo muito parecido com os da OLX e Mercado Livre. Entretanto, é importante que você preste bastante atenção nas regras de anúncio do site. São elas:

  • Não divulgar dados pessoais;
  • Não usar montagens ou marcas d’água nas fotos;
  • Só adicionar produtos disponíveis a pronta entrega.
  • Não usar fotos de outros vendedores ou tiradas da internet;
  • Não utilizar palavras de baixo calão ou com sentido dúbio;
  • Se certificar que suas fotos estão com foco e iluminação adequada – fotos que não seguem essas regras podem ser recusadas;
  • Não anunciar produtos feitos de pele de animais silvestres;
  • Não anunciar réplicas (falsificações);

Se você cumprir todos esses requisitos a risca, com certeza vai conseguir fazer vendas através do Enjoei e aumentar seu faturamento com vendas online.

Aproveite a novidade do Shopee

A Shopee se destaca dentre todos os MarketPlaces por conta da sua taxa de venda: é a menor de todos os marketplaces – a comissão é de só 5% do valor da venda.

Além disso, todos os compradores do site conseguem descontos de até R$30,00 no valor do frete para pedidos abaixo de R$20,00 e descontos de até r$40,00 no frete para produtos acima de R$20,00.

Para começar a vender através dessa plataforma, basta realizar o cadastro como vendedor. Você pode fazer isso com o CPF, clicando na opção “Loja Pessoal” ou com o CNPJ, através da opção “Loja Empresarial”.

Uma vez que você já criou sua loja no Shopee, você deve personalizá-la e registrar suas mercadorias. Lembre-se de colocar os detalhes de cada produto para garantir a satisfação dos clientes que comprarem com você através do site.

Entre no ramo literário com o Estante Virtual

O Estante Virtual é um excelente MarketPlace para quem trabalha na categoria de livros.

Para anunciar no site, você deve pagar uma taxa mensal de R$59,90 que te garante a possibilidade de anunciar até 2.000 livros.

Após 90 dias, você pode fazer um upgrade no seu plano para anunciar mais livros.

O Estante Virtual cobra uma taxa de 8% a 12% por venda, com um mínimo de R$2,00.

Melhores marketplaces para montar sua loja

Como vimos anteriormente, existem diversas plataformas onde você pode começar a vender online. Contudo, os marketplaces como o Nuvemshop, Shopify e Loja integrada se destacam. 

Entenda um pouco mais sobre essas 3 opções de marketplace a seguir:

Nuvemshop

A Nuvemshop é uma plataforma que se destaca por conta da sua facilidade para montar um comércio eletrônico.

Em outras plataformas, você normalmente precisa contratar um programador, designer e uma equipe de marketing para garantir que as estratégias colocadas em prática tenham sucesso.

Com a Nuvemshop empresarial, contudo, essas questões podem ser deixadas de lado. O seu único gasto vai ser com o pagamento de mensalidades.

A plataforma oferece uma estrutura completa e ainda conta com um ótimo atendimento, com uma equipe sempre disponível para te atender sobre as mais diversas questões.

Outra vatagem da Nuvemshop é a sua parceria com diversos meios de pagamento e empresas de frete, o que facilita a configuração desses recursos. 

Shopify

O Shopify é um serviço completo, onde todas as tarefas envolvidas na administração de um e-commerce podem ser feitas de forma fácil e descomplicada.

Basta que você assine um dos planos anuais da empresa para ter direito a uma grande variedade de opções nas áreas relacionadas ao gerenciamento e execução das tarefas de uma loja virtual.

A opção mais barata custa por volta de USD$26,00 mensais e permite a venda limitada de produtos, com uma taxa por transação de 2%.

As outras opções, que cobram USD$266,00 por mês, disponibilizam mais recursos com uma taxa por transação um pouco menor – de 1% ou 0,5%.

Você vai poder escolher um modelo de site dentre 100 desenhados por designer renomados no mercado e, por conta das muitas opções de personalização, dificilmente sua loja vai ficar parecida com outra já existente.

Esses modelos de site estão disponíveis até mesmo nos planos mais básicos e vão te ajudar a dar mais personalidade para a sua loja.

Além disso, o Shopify permite integração com o Facebook. Dessa forma, suas páginas no Facebook e Instagram também podem virar e-commerce, como nos exemplos citados acima.

Loja Integrada

A Loja Integrada, por sua vez, é uma plataforma de criação e gestão de lojas virtuais para pequenas empresas e empreendedores.

Os principais diferenciais dessa plataforma são o fato de não serem cobradas comissões sobre as transações realizadas na loja, a possibilidade do e-commerce ter domínio próprio e os layouts personalizáveis que se adequam a identidade visual da empresa.

Além disso, para utilizar os serviços da Loja Integrada, não é necessário fazer qualquer download ou instalação. A plataforma ainda é integrada ao Mercado Livre e outros marketplaces e oferece diversas opções de pagamento.

Atualmente, existem 4 planos PRO e 1 plano gratuito.

O plano grátis permite o cadastro de até 50 produto e suporta acesso mensal de até 5 mil usuários, porém apresenta restrições quanto ao método de pagamento – não há opção de pagamento por boleto ou depósito em conta -, suporte e ferramentas de gestão.

A grande diferença entre os planos grátis e PRO está no volume de acessos e na disponibilidade de ferramentas e funcionalidades de gestão.

Construa seu próprio E-commerce

Sugestões de entrega de encomendas

Para despachar as mercadorias para seus clientes, é possível oferecer envios pelos Correios, transportadoras e também por meio de plataformas de entregas, que te auxiliam na sua logística.

Mas se você quer garantir aos seus clientes os fretes mais baratos do mercado, confira a nossa dica. 

Como conseguir um frete mais barato

Para você que quer ganhar dinheiro pela internet, saiba que garantir frete mais barato é fundamental para atrair clientes e efetivar as vendas da sua loja, já que esse é um fator decisivo de compra. 

A Kangu, nossa plataforma de envio de encomendas, oferece um dos fretes mais baratos do mercado, já que conta com uma rede de transportadoras e pontos de entregas e retiradas espalhadas por todos os cantos do país. 

Com toda essa rede ao seu dispor, conseguimos garantir preços reduzidos de frete, além de oferecer descontos e prazos únicos. Conheça a Kangu e encontre os fretes mais baratos do mercado. 

Conclusão

Agora que já entende como ganhar dinheiro na internet, lembre-se que esse mercado não é tão simples como parece, pois você precisa se dedicar e colocar as melhores estratégias para se destacar.

Se está começando agora nesse universo, siga as dicas que apresentamos aqui neste artigo. Você pode criar um blog, uma página no Instagram ou canal na Twitch ou Youtube para oferecer conteúdos e atrair anunciantes.

Para quem deseja vender produtos, é possível usar as redes sociais e também os marketplaces como canais de vendas. Outra possibilidade é montar uma loja virtual para vender os seus produtos. 

Não se esqueça que um e-commerce precisa oferecer os melhores serviços aos seus clientes, como produtos de qualidade, segurança e entregas eficientes.

Na hora de escolher o seu parceiro de envio de encomendas, conheça a Kangu e garanta entregas ágeis e os preços mais vantajosos do mercado.  

A Kangu tem a entrega que o seu produto merece

Janice Rodrigues

Chief Marketing Officer (CMO) na Kangu

Back To Top