skip to Main Content

Como criar um site: passo a passo, dicas e ferramentas

Você sabe qual a melhor forma de ter a sua marca reconhecida hoje em dia? Se você pensou em presença digital, acertou na mosca! É por isso que entender como criar um site é essencial para empreendedores e gestores que buscam o sucesso.

No entanto, olhando de fora, parece um processo um tanto complicado.

Afinal, para saber como criar um site você precisaria de conhecimentos de programação, certo?

Bom, nem tanto.

Esse processo pode ser mais fácil do que você imagina e o melhor de tudo:

Você mesmo pode aprender como criar um site e colocar a mão na massa, desenvolvendo o ambiente digital perfeito e sob medida para seu negócio!

Neste conteúdo, vamos explorar o tema à fundo:

Como criar um site profissional do zero e quais elementos não podem faltar? Além disso, quais as ferramentas para criar um site? E qual a importância de ter um blog e um e-commerce?

Confira as respostas neste guia completo passo a passo e entenda como criar um site!

Ah, e antes de continuar, reserve uns minutos para saber se vale a pena vender por marketplace!

O que é e para que serve um site?

Um site é nada mais que um endereço digital localizado em um servidor, sob um domínio.

Pode ser composto de apenas uma página, como várias delas.

Uma analogia bacana é comparar um site com uma casa:

Um casa possui um endereço fixo, bem como o site. Sua arquitetura é seu layout, a organização de suas páginas. Cada cômodo representa uma dessas páginas.

Por sua vez, os móveis podem ser equiparados ao conteúdo de cada página, como textos, vídeos e imagens.

O site pode servir para vários objetivos, dependendo do seu intuito.

Aqui, vamos focar no âmbito profissional, no qual o site se encaixa como um ativo estratégico para as empresas hoje.

Afinal, o site é muito mais do que uma vitrine, mas uma plataforma de exposição do seu negócio. Ele permite que você potencialize a visibilidade de sua marca ao se colocar nos mecanismos de busca on-line, maximizando as vendas.

Essa é a beleza do mundo corporativo online: ao saber como criar um site, você viabiliza a entrada da sua empresa em um canal repleto de oportunidades.

Assim, expande o alcance da sua organização na Internet, fortalecendo a marca.

Ter um site é realmente necessário para minha empresa?

O site é um dos pilares da sua estratégia de presença digital. É o endereço da sua empresa no ambiente virtual e a fonte primária de informações para seus interessados.

Em outras palavras, o site da sua empresa é a base para que seu negócio cresça exponencialmente.

E esse objetivo, hoje em dia, só é possível por meio dos negócios digitais.

Como a gente sabe disso? Bom, os dados falam por si.

De acordo com uma pesquisa do BrightEdge, 68% das experiências online (incluindo as de compras) têm origem em uma pesquisa em um sites de busca.

Afinal, hoje, diante da maioria dos problemas em seu dia a dia (seja pessoal ou profissional), o que as pessoas fazem?

Buscam respostas na Internet — via Google, Bing, assistentes virtuais dos seus smartphones (como a Siri) ou mesmo seus dispositivos de assistência domiciliar

Portanto, muito além de entender como criar um site, é preciso que você compreenda a importância dele como uma ferramenta estratégica para a empresa.

Site, blog e redes sociais: qual devo fazer?

 

Antes de aprender como criar um site, certamente você vai querer entender o papel de outros canais digitais periféricos ao seu endereço digital.

Falamos das redes sociais e do blog.

Para o seu negócio, o que é mais importante: o site, o blog ou as redes sociais?

A resposta certa é:

A relevância dada para um ou outro canal vai depender do seu tipo de negócio e dos seus objetivos, mas com certeza é essencial fazer os três.

Explicamos:

  • Site: Endereço digital para se apresentar a clientes, interessados e leads. Serve de plataforma para exibir diferenciais, produtos e novidades.
  • Blog: Uma espécie de “diário” ou “registro” digital. No âmbito atual corporativo, serve de base para compartilhamento de conteúdos que engajem leitores e gerem oportunidades de negócio. Pode ser separado do domínio do site, mas também integrado como uma página.
  • Redes Sociais: Ambientes digitais de interação entre pessoas de todos os perfis, dependendo da rede social, e por vários meios (texto, imagem, vídeo, áudio). Estar presente nas principais (Facebook, Instagram, Twitter, etc) é se aproximar e atrair a persona do seu negócio, estreitando as relações.

Portanto, tratam-se de 3 canais diferentes, mas complementares.

Tanto o site, como o blog e as redes sociais são os pilares de um ecossistema digital que a maioria das empresas busca — e com a sua não deve ser diferente!

Posso criar meu site sozinho?

A resposta curta? Dá sim para criar um site sozinho, mas você precisa conhecer um pouco das ferramentas e dos recursos exigidos.

Um pergunta que muitas vezes os gestores e empreendedores nessa etapa se fazem é:

É possível criar um site profissional de graça e sozinho?

Bom, é sim possível, mas dessa forma geralmente você não tem um domínio próprio. 

Ao contrário, você utiliza do espaço gratuito de algum hospedeiro, como o Wix. 

Dessa forma, você não terá direito a um domínio próprio, utilizando algo como “siteexemplo.wix.com.br”, além de recursos limitados.

No entanto, ao escolher comprar um domínio (os detalhes falaremos logo a seguir), você já toma uma decisão importante para o futuro da sua empresa do seu site profissional.

Agora, bastante entender como seguir essa jornada e como criar um site sozinho.

Preparado(a) para aprender?

Principais ferramentas para criação de sites

Sem um programador ou desenvolvedor para conduzir a criação do site, sua principal alternativa é buscar pelas ferramentas de criação de sites.

Plataformas distintas e disponíveis on-line, que funcionam como um “criador de sites profissionais”. Há várias delas, com opções gratuitas e pagas.

Aqui, destacamos as 6 principais ferramentas para criar um site:

Wix

Para quem busca um desenvolvimento facilitado, o Wix é uma opção bacana. Possibilita compra e registro de domínio.

Com ele, você cria o layout do site livremente, apenas arrastando os ícones, caixas de texto, botões e imagens pela tela.

Possui versão gratuita e também versões pagas.

HostGator

Se você quer uma solução completa, o HostGator é uma boa alternativa.

Registro de domínio, personalização de layout e suporte rápido para todas as suas dúvidas.

Possui diferentes planos pagos.

GoDaddy

Além de um construtor de sites, o GoDaddy possui diferenciais como uma central de gerenciamento que vai além do website, mas permite controlar alguns recursos das suas redes sociais e também disparos de e-mail marketing.

Possui planos pagos, com valores em euros — mas alguns são bastante acessíveis.

Weebly

Alternativa que também proporciona um construtor com o recurso “arrastar e soltar”, o Weebly tem como objetivo ajudar você a criar um site profissional ou e-commerce sem estresses. 

Oferece uma versão gratuita limitada e diferentes planos pagos.

WordPress

O popular CMS (Sistema de Gestão de Conteúdo) WordPress é também um criador de sites por ser um software de código aberto.

No entanto, como é de se imaginar, isso exige um pouco mais de conhecimentos técnicos.

A boa notícia é que você pode pular algumas etapas e utilizar alguns temas já prontos feitos por usuários e presentes na loja de layouts.

Possui um plano gratuito e várias opções pagas.

Como criar um site: passo a passo

E agora, para criar um site, basta escolher a ferramenta, escolher um nome e pronto? 

Na verdade, há alguns detalhes a serem resolvidos, bem como rotinas a serem estabelecidas.

Afinal, o site da sua empresa é uma de suas vitrines para o público.

Agora, compreenda o passo a passo para criar o seu site.

Como registrar um domínio

O registro de um domínio é o primeiro passo de todos. Você deve criar um nome para seu site e assegurar que você será o dono do domínio “.com.br”.

Geralmente, isso é feito por um caminho bem simples:

  • Acesse o site registro.br;
  • Escolha um nome;
  • Escolha um plano;
  • Registre!

É importante dizer que o nome vai depender da disponibilidade.

Pode ser que o nome da sua empresa já seja domínio de outra pessoa ou organização — muitas vezes por pura coincidência.

Como escolher um serviço de hospedagem

Para hospedar seu domínio e criar seu site, você deve escolher o serviço que melhor se encaixe em seu planejamento.

Dos exemplos citados no tópico anterior, destacamos o HostGator, Wix e GoDaddy.

É o serviço de hospedagem quem vai garantir que seu site funcione e se mantenha on-line e acessível. Em caso de picos de acessos e instabilidades, é com o suporte dessa empresa que você deve falar.

Como manter o site sempre atualizado

E agora, você criou seu site, escreveu o conteúdo das páginas, e divulgou-o nas redes sociais e criou também um blog: o que fazer?

A primeira coisa é criar uma conta no Google Analytics e no Google Search Console e integrar seu site a ambas.

O passo a passo é bem simples e pode ser feito seguindo as dicas do Google.

O primeiro vai te ajudar a entender tudo relacionado ao site e à interação dos usuários com ele e suas páginas, bem como campanhas. Trata-se de uma fonte riquíssima de dados.

O segundo vai auxiliar no entendimento de como os usuários chegam ao seu site de forma orgânica — ou seja, via SERP (a página de resultados de busca do Google).

É aqui que você vai visualizar, por exemplo, quais palavras-chaves que os usuários buscaram que possibilitaram que eles achassem seu site.

Além disso, é possível ver a posição de suas páginas (como blogposts) em relação a certas palavras-chaves.

Com base na leitura dos dados de ambas as ferramentas, você terá em mãos insights valiosos para atualização do seu site.

Por exemplo, ao ver que uma palavra-chave “puxa” mais tráfego para o seu site que outra, pode repensar a escrita do conteúdo das páginas, bem como do blog.

Como ter um layout atrativo

Ao entender como criar um site, é preciso compreender também a importância do layout.

Procure não sobrecarregar o usuário de informações, optando por alternativas bem organizadas. Assim, é possível visualizar claramente a página inicial, suas categorias, a página de contato, etc.

Uma dica é observar tanto o site de seus concorrentes como de suas referências (seus sites preferidos!).

Além disso, procure entender as preferências da sua persona — aqui, uma pesquisa cai muito bem, não acha?

Assim, você reunirá insumo para a criação — ou escolha — do melhor layout.

Sites mais voltados à produtos devem dar maior prioridade às imagens, enquanto sites mais informativos devem buscar um equilíbrio com os textos.

Como criar seu site: dicas de ouro

Após tudo isso, o que mais resta saber? Bom, na criação de um site, os detalhes podem fazer completa diferença.

É o caso das palavras-chave, que mencionamos antes, mas também da escolha do layout.

Entre os principais tópicos, separamos alguns que você precisa se atentar. Veja só:

Otimização para SEO

Você quer que seu site apareça no Google, certo? Bom, para isso, é preciso de SEO:

Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Buscas.

Com uma estratégia de SEO, você lapida o seu conteúdo para que ele tenha a cara da sua persona.

Ou seja, as palavras-chaves que ele usa, as respostas para as perguntas que ele faz, as soluções para seus problemas.

Atualização do blog

Um blog é um compromisso que você assume com seus leitores em potencial.

Por isso, procure estabelecer uma periodicidade de publicação, divulgação (via e-mail, redes sociais, etc) e mesmo de revisão e atualização dos posts.

Dessa forma, você continua alimentando seu blog com conteúdo e conhecimento, bem como engajando e nutrindo os leitores.

Mobile first

Por que “primeiro mobile”? A resposta é simples e vem direto do Google:

Mais da metade de todo tráfego on-line no mundo vem de smartphones e tablets. Além disso, há mais pesquisas feitas via dispositivos mobile que em desktops.

Por isso, o Google passou a dar maior relevância a um site otimizado e responsivo à smartphones e tablets.

Ou seja, naqueles onde a experiência de usuário é pensada primeiro para acessos via mobile e depois para desktop.

Lembre-se de adicionar esse ponto na sua lista de prioridades ao criar um site!

Análise de palavras-chave

Como mencionamos anteriormente, ferramentas como o Google Search Console são ótimas para analisar as palavras-chave relacionadas ao seu negócio, bem como aquelas com potencial.

Essa leitura é a base de uma estratégia digital bem feita, sendo obrigatória em qualquer planejamento de Marketing Digital.

Além do GSC, você pode utilizar ferramentas diferentes, como o Ubersuggest.

Carregamento rápido

A performance do seu site conta muito para seu ranqueamento e para toda experiência do usuário.

Afinal, hoje em dia, pouca gente admite esperar mais do que alguns segundos para uma página carregar.

E é claro que essa lentidão pode ter a ver com a construção do site:

O uso de imagens muito grandes, plugins pesados e falta de otimização do layout contribui para isso.

Para se ter noção, o Google aponta que 2,5 segundos é o tempo ideal de carregamento.

Você pode fazer a medição em outra ferramenta do Google, o PageSpeed Insights.

Interação facilitada

Ao criar seu site, você não quer que ele se torne apenas um “outdoor”, certo?

O site é também um ambiente de engajamento, então procure dar espaço e criar conteúdos que facilitem a interação.

Além de CTAs que enviem o usuário à diferentes páginas ou materiais, procure trabalhar com a área de comentários em seus blogposts.

Dessa forma, é possível envolver o usuário e leitor em seu ecossistema digital, aproximando sua marca.

Dica extra para lojas virtuais: cuidados com a entrega

Antes de finalizar, que tal um bônus? Quando falamos de criar um site, muita gente já pensa lá na frente:

Na sua loja virtual.

O processo é quase o mesmo, com alguns acréscimos em relação ao tipo de e-commerce (loja virtual ou marketplace), bem como às burocracias por trás de pagamento.

No entanto, há pontos a serem priorizados.

E um que percebemos sempre escapar (e por isso causar muita dor de cabeça) é a entrega de produtos.

Depender de uma transportadora pode ser um verdadeiro tiro no pé, causando aquilo que é o terror dos lojistas virtuais:

Insatisfação dos clientes quanto a atrasos nas entregas.

Uma solução boa é escolher uma plataforma de envio de encomendas, como a Kangu.

Dessa forma, você tem acesso a uma rede de transportadoras com serviço rápido, seguro e com preço acessível.

A plataforma ainda permite o uso de pontos de entrega e coleta, o que possibilita a retirada dos produtos pelos clientes em pessoa.

Além disso, em alguns locais, há a opção sustentável da entrega via ciclistas!

Conclusão

Entender como criar um site é a primeira etapa para que sua empresa seja bem-sucedida na Internet.

Através deste conhecimento básicos (embora ainda técnicos), é possível definir uma cara para sua organização no ambiente online.

Além disso, com o uso de outras ferramentas, como o blog e a loja virtual, você expande a sua marca e atinge mais pessoas.

Dessa forma, seguindo o passo a passo correto, seu negócio se desenvolve nos canais digitais.

Com o trabalho focado em SEO, por exemplo, é capaz de aparecer em 1º nas pesquisas das personas, o que maximiza seus acessos — e vendas, é claro!E falando em vendas e resultados, que tal adiantar um pouco suas leituras e entender como agilizar suas entregas e as vantagens da Kangu para sua loja? Confira!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top