Como criar uma loja virtual: passo a passo para vender online

Saber como criar uma loja virtual é fundamental se seu objetivo é ingressar no segmento do comércio eletrônico que, inclusive, tem apresentado crescimento significativo nos últimos anos. 

Para você ter uma ideia do potencial do setor, segundo um levantamento realizado pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), a expectativa é que o  e-commerce brasileiro movimente R$ 106 bilhões em 2020.

Esse número representa um crescimento de 18% em comparação com o ano de 2019. Se você quer aproveitar uma boa fatia desse mercado em plena expansão, que tal conferir um passo a passo para vender online? 

Quer saber mais? Entre em contato com a gente!

Como criar uma loja virtual: primeiros passos

Primeiro passo para criar uma loja virtual

Para quem está planejando criar o seu primeiro e-commerce, os primeiros passos devem estar relacionados à criação de uma marca sólida, segura e diferenciada, já que a oferta de produtos e serviços na internet é imensa.

Prepare-se para investir tempo, energia e, claro, dinheiro, para conquistar o seu lugar no e-commerce brasileiro. 

Estima-se que até o final do ano, cerca de 135 mil lojas virtuais estejam ativas no Brasil. Quer ter sucesso? Então, mãos à obra!

Escolher o segmento

Definir o segmento de atuação do seu e-commerce é o primeiro item a ser levado em consideração na hora de entrar no mundo digital. 

Antes de entender qual o melhor site para criar uma loja virtual é preciso pesquisar qual o segmento que vale a pena, de fato, investir. 

Se você quer vender itens de vestuário ou calçados, por exemplo, entenda como esse segmento se comporta, quem são seus concorrentes, quais os preços praticados no mercado, os melhores fornecedores, as regiões com maior potencial de venda, e por aí vaí.

Tudo isso vai te ajudar a escolher o segmento que proporcionará o melhor retorno financeiro. 

Identificar o público-alvo

Definido o seu segmento de atuação, chegou a hora de identificar e conhecer o seu público-alvo, ou seja, com quem você quer se comunicar e, consequentemente, vender. 

Para criar a melhor loja virtual e realizar campanhas muito mais direcionadas é necessário rastrear o comportamento do seu consumidor, o que ele consome, com qual frequência, quais as suas necessidades e desejos.

Inclua na identificação do seu público-alvo a faixa etária dos seus compradores, classe social, estilo de vida, localização, entre outros.

A proposta dessa etapa é compreender os seus consumidores para que possa oferecer os melhores produtos e serviços, além de criar uma identificação da sua marca com as pessoas para quem deseja vender. 

Escolher uma plataforma

Plataforma

Certamente se você chegou até aqui neste artigo, uma das suas principais preocupações é saber como criar uma loja na internet, que atenda as suas necessidades e que esteja também dentro do seu orçamento. 

E você está certo! Saber como escolher uma plataforma de e-commerce é primordial para garantir o sucesso do seu negócio.  Hoje em dia, o que não faltam no mercado são opções de plataformas com os mais diferentes preços. 

Para contratar o modelo certo, a primeira coisa é entender qual o tamanho da sua operação e as particularidades do seu negócio.

Nessa análise, leve em consideração as seguintes questões: 

  • Qual o volume que determinada plataforma suporta de visitantes diários;
  • Qual as integrações que a plataforma permite;
  • Quais são os gateways de pagamento que podem ser incorporados;
  • A plataforma oferece um layout responsivo;
  • Como são as adaptabilidades para SEO;
  • Quais são os recursos de marketing e publicidade disponíveis.

Lembre-se que todas essas questões precisam ser levadas em consideração antes de abrir o seu primeiro e-commerce.

Encontrar fornecedores

A verdade é que de nada adianta definir seu segmento, identificar seu público-alvo, escolher a melhor plataforma de e-commerce, se você não pode contar com uma rede de fornecedores, que atenda as suas necessidades.

Você até pode pensar que essa questão não está relacionada com a criação de um e-commerce, mas está sim. 

Para ter sucesso nesse segmento, é preciso ter bons fornecedores com preços vantajosos, facilidades de pagamentos e parcelamentos, segurança, pontualidade e, claro, qualidade. 

Na hora de escolher os melhores fornecedores, faça uma pesquisa sobre as melhores empresas e se, de fato, os preços praticados por elas estão dentro do mercado. 

Analisar a concorrência

Análise de concorrência

Assim como em qualquer segmento, a concorrência no comércio eletrônico também é bem pesada. 

Além de se preocupar com qual o custo para abrir uma loja virtual é necessário entender em que mar você está nadando. 

Jamais ingresse em um negócio sem antes entender quem são os seus concorrentes, como eles trabalham, quais seus diferenciais, onde estão localizados, quais as formas de abordagem de marketing e vendas.

Em um mundo tão competitivo é necessário oferecer algo a mais. Seu e-commerce precisará se destacar, seja no preço, no atendimento ou na qualidade. 

Preparar o conteúdo

Além de contar com uma boa plataforma de vendas online, não se esqueça que o seu site precisa ter um bom conteúdo. 

Não basta apenas ter as melhores imagens dos produtos, o layout mais bonito e responsivo, se você não sabe se comunicar com seu público. 

Para estar entre os melhores sites de vendas independentemente do segmento, prepare um bom conteúdo, que explique quem é a sua marca, quais seus valores, missão, como comprar,  políticas de trocas e tudo que ela precisa saber para se sentir segura e informada. 

Personalizar o seu e-commerce

A sua loja virtual precisa ter a identidade da sua marca. Por isso, na hora de desenvolver o layout do seu site utilize as cores, logotipo e conceitos que fazem referência para o seu negócio.

Hoje em dia, as plataformas de e-commerce oferecem os mais diferentes formatos de sites padronizados, mas é possível também personalizar o visual e as funcionalidades de acordo com a necessidade da sua loja.

Nesse caso, o mais recomendado é contratar uma agência ou um profissional que saiba como criar uma loja na internet.

Escolher a melhor forma de envio

Escolher a melhor forma de envio

Escolher as formas de enviar os produtos para seus clientes é mais do que importante, é imprescindível, já que essa é, sem dúvida, uma das etapas mais importantes no processo de venda para o seu cliente: receber o produto.

Para atender as diferentes necessidades dos seus consumidores é importante que você conte com parceiros que ofereçam segurança, pontualidade e qualidade nas entregas.

Uma das maneiras mais comuns de entrega ocorrem por meio de uma integração com os Correios, que possuem diversas formas de serviços, como PAC e Sedex, por exemplo. 

Há também outras formas de envio de produtos, que são feitas por meio de transportadoras, motoboys ou até de bicicleta, dependendo da localização. 

A Kangu é uma solução prática e fácil de usar, que pode diminuir seus custos com envio de encomendas para todo o Brasil. Uma forma simples, inteligente e sustentável para você ter acesso a diversas transportadoras e uma rede de pontos de retirada que facilitem a sua vida e a do seu cliente.

Receber e oferecer suporte

Receber e oferecer suporte

Para  você que quer entender como criar uma loja virtual, um dos pontos mais cruciais para o sucesso das suas operações é ter auxílio de uma equipe de suporte de TI.

Sabemos que a tecnologia está muito avançada e os recursos cada vez mais modernos. No entanto, é muito comum ocorrerem problemas nos sistemas, que podem resultar, por exemplo, na perda de vendas. 

Na hora de criar uma loja virtual gratuita ou mais robusta, verifique junto à plataforma a ser contratada qual o nível de suporte técnico que ela oferece. 

Dependendendo do tamanho da sua operação, muitas vezes, é vantajoso ter uma equipe interna, que estará sempre pronta para resolver qualquer problema e instabilidade.

Somado a isso, quando o assunto é suporte, não se esqueça que o seu e-commerce também precisa oferecer respaldo aos seus clientes.

Tenha canais eficientes de atendimento, com sistema de tickets ou chamados, e-mail, chat online, telefone, WhatSapp, entre outros.

Desenvolver estratégias de marketing

Depois de entender como funciona uma loja virtual, chegou a hora de desenvolver estratégias de marketing para divulgar e vender seus produtos. 

Lembre-se que não basta apenas ter um outdoor ou distribuir panfletos nos semáforos para divulgar seu negócio, sua marca precisa estar presente no digital. Por isso, para se destacar use todos os recursos que o marketing oferece.

Conte com ferramentas de divulgação, como o Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads, técnicas de SEO, blog, Marketing de Conteúdo, Inbound Marketing, redes sociais, e-mail marketing e tudo que você tiver disponível.

Claro que o mais recomendado é contar com profissionais especializados para te ajudar a construir sua marca e divulgar o seu site, mas saiba que é possível que você dê os primeiros passos sozinho. 

Na internet há muitos conteúdos que te ajudam a entender melhor esse universo do marketing digital.

Qual o melhor site para criar uma loja virtual?

Essa é uma pergunta muito comum, principalmente para quem pretende criar seu primeiro e-commerce. 

Atualmente, o mercado oferece as mais diferentes plataformas com diversos recursos e funcionalidades.

Por isso, para te ajudar a escolher o melhor site para criar uma loja virtual, separamos aqui as plataformas mais populares. 

Loja integrada

Com quase 10 anos de existência, a Loja Integrada está entre as plataformas mais utilizadas no comércio eletrônico, já que ela é indicada, principalmente, para pequenas e médias empresas. 

Inclusive, até o momento, essa empresa já foi responsável pela criação de mais de 1 milhão de lojas no Brasil. 

Entre as suas principais vantagens está a oferta de planos com os mais diversos preços, até mesmo gratuitos.

A Loja Integrada oferece também um loja de aplicativos com vários temas, além de gateway de pagamentos, ferramentas de atendimento, sistema de frete, entre outros. 

Woocommerce

Essa é uma plataforma voltada para sites desenvolvidos no WordPress. A WooCommerce permite criar loja virtual grátis com domínio próprio dos mais diferentes tipos.

Inclusive, ela é uma ótima opção para profissionais que trabalham com conteúdo e querem vender produtos relacionados. 

O melhor é que essa plataforma oferece plugins e recursos compatíveis, possibilitando a inclusão de diversas funcionalidades no seu e-commerce.

Wix

A Wix também entra na lista das plataformas que atendem aos mais diversos segmentos, permitindo a criação de lojas virtuais com inúmeros templates e muito fáceis de personalizar. 

No plano de loja virtual oferecido por essa plataforma é possível desenvolver sites otimizados para vários tipos de dispositivos móveis. 

Somado a isso, ela possibilita também a inclusão de sistemas de pagamento, como cartão de crédito, boleto bancário e paypal sem cobrar nada de comissão.

Para um e-commerce que utiliza cupons de desconto em suas campanhas, essa uma ótima opção, pois permite a configuração de páginas de checkout. 

A Wix disponibiliza ainda acompanhamento de entregas e um sistema de gerenciamento de pagamentos. 

Nuvemshop

Nos últimos anos, ela está figurando entre as melhores plataformas de e-commerces da América Latina. 

Para quem deseja criar site Nuvemshop, saiba que essa plataforma é ideal para empresas de pequeno e médio porte, principalmente em razão da sua usabilidade e tecnologia avançada. 

A Nuvemshop oferece aos seus clientes dezenas de layouts de fácil personalização, integração com os maiores players do mercado, gateway de pagamento, Correios e muito mais. 

Na hora de acompanhar as métricas e KPI’s, essa plataforma garante uma integração muito simples e rápida com o Google Analytics. 

Nela, é possível fazer associação com as mais diversas plataformas de marketing, como Instagram Shoopping e Facebook Stores.

A Nuvemshop permite ainda o gerenciamento do seu e-commerce por meio de dispositivos móveis. 

Outros…

Existem ainda muitas outras empresas que sabem como criar uma loja na internet do jeito que você precisa.  

Além das plataformas que já citamos acima, a  Magento também é uma das melhores empresas deste ramo com diversos planos e preços. 

A Tray é uma das mais experientes do e-commerce, destinada para empresas de pequeno, médio e grande porte, oferecendo integrações com grandes marketplaces. 

Podemos citar ainda a Vtex, uma plataforma de e-commerce na nuvem, que oferece recursos avançados por meio de uma tecnologia de armazenamento. 

A Shopify também está entre as mais populares, famosa por sua disponibilidade de modelos prontos e acessibilidade. 

Como utilizar um marketplace

Como utilizar um marketplace

Depois de entender como criar uma loja virtual é importante que você saiba que existem outros canais de venda, que podem ser utilizados pelo seu comércio eletrônico.

Um dos mais populares são os marketplaces que, nos últimos anos, apresentam crescimento significativo no segmento do e-commerce no Brasil.

A boa notícia é que, para contar com esse reforço, utilizar esse canal é muito simples, já que a sua marca não precisará de registro, formatação de plataforma ou se preocupar com todas aquelas questões de hospedagem.

Para se tornar uma loja virtual afiliada de um marketplace, basta cadastrar a sua marca e produtos nesses players

Em contrapartida, você terá que pagar porcentagens, taxas e comissões para as empresas que operam essas grandes plataformas, que estão entre os melhores site de vendas do mercado.

Outra vantagem está relacionada à visibilidade desses sites, que é muito forte, atraindo milhões de consumidores todos os dias.

Vender nesses canais, certamente, resultará no aumento das vendas da sua loja virtual e, consequentemente, no crescimento do seu negócio.  

Entre os players mais populares estão o Mercado Livre, Americanas, Magalu, Submarino, Shoptime, Buscapé, entre outros. 

Como usar as redes sociais para vender

Como usar as redes sociais para vender

As redes sociais deixaram de ser há algum tempo um canal apenas de interação e relacionamento entre os usuários. 

Canais como o Facebook, Instagram e o Linkedin servem como instrumentos poderosos de divulgação e vendas. 

Por isso, se quer colocar a sua marca entre os melhores sites de vendas, sem dúvida, você precisa estar presente nesses canais.

Mas não basta apenas criar uma página e esperar que a mágica aconteça. Você precisa acompanhar o comportamento dos seus consumidores, compreender suas necessidades, desejos e interagir constantemente.

Sua fanpage precisa oferecer sempre algo de valor para o seu público com espaços para conteúdos relevantes e atraentes. 

Em um universo tão disputado como o digital, sua marca precisa ter algo a oferecer, gerando valores reais ao seu público.

Somente dessa forma, você conseguirá criar uma identificação do consumidor com a sua empresa. 

Mas claro que, além de entender como criar uma loja virtual e se comunicar com o seu público, é preciso vender os seus produtos sempre da forma mais atraente. 

Lembre-se que seus concorrentes também estão nesses canais e vendendo os mesmos produtos que você.

Integração com redes sociais

Em termos práticos, recomendamos que o seu e-commerce tenha integração com as redes sociais, para facilitar a visualização dos status dos pedidos, controle de estoque e as formas de pagamentos. 

É imprescindível que sua loja invista também no Facebook Ads e Google Ads para impulsionar suas vendas. 

Lembre-se sempre que não basta ter a melhor loja virtual, você precisa ser visto pelos seus potenciais consumidores. 

Na hora de promover as suas campanhas, não deixe de fazer uma segmentação correta do seu público com dados relevantes, como localização, idioma, gênero, interesse, faixa etária, entre outros.

Dessa forma, seus anúncios aparecerão para as pessoas que têm maior interesse de comprar os seus produtos. 

Mesmo em redes sociais, escolher as palavras-chaves que fazem sentido para o seu negócio é essencial, uma vez que o Google rastreia esses canais na hora de apresentar as melhores opções de pesquisa para os usuários. 

Sem contar que as vendas também podem acontecer direto nessas plataformas. Então, escolha os melhores títulos, descrições e imagens. 

Não se esqueça que os melhores site de vendas do Brasil estão presentes nas mídias sociais criando relacionamento e interagindo com seus potenciais clientes. 

Por isso, mantenha sempre um canal aberto para que seu público possa se comunicar com a sua marca, tirar dúvidas, dar sugestões e muito mais.

Qual o custo para abrir uma loja virtual?

Qual o custo para abrir uma loja virtual?

Para quem se pergunta qual o custo para abrir uma loja virtual, saiba que, nesse universo, tudo é muito relativo.

Você pode criar um e-commerce robusto com uma grande operação que, com certeza, terá um investimento muito alto.

Mas é possível também ter um e-commerce com um mix de produtos menor, uma operação mais básica e, consequentemente, um menor investimento. 

Portanto, o custo para abrir um e-commerce está diretamente relacionado com as suas aspirações, orçamento e também com as necessidades  estruturais da sua empresa.

Dependendo dos recursos, quantidade de produtos, integrações e parceiros, você poderá abrir uma loja virtual em uma plataforma com planos gratuitos e funcionalidades mais simples.

Mas se precisar de uma operação maior, os planos pagos e mais personalizados serão as melhores opções para o seu negócio.

De uma forma geral, o investimento em um e-commerce pode começar com um custo de R$ 30,00 e chegar até cerca de R$ 10.000,00 em lojas mais sofisticadas.

É preciso ter CNPJ para abrir uma loja virtual?

A resposta é sim! É preciso ter CNPJ para abrir uma loja virtual independente do tamanho e do segmento. 

Essa é a forma mais correta para estar regularizado junto à Receita Federal e aos demais órgãos fiscalizadores.

Sem contar que, caso a sua loja não tenha Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, você ficará impedido de realizar transações básicas, como emissão de Nota Fiscal, por exemplo. 

Claro que uma empresa regularizada também oferece muito mais credibilidade junto aos seus clientes, além de ser uma forma segura de relacionamento para ambas as partes. 

Para fazer a regularização da sua empresa é muito simples, você precisará se inscrever no site da Receita Federal e preencher uma Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica.

Depois disso, será necessário anexar o Quadro de Sócios e Administradores, além de demais documentos. É possível fazer todo esse processo sozinho ou com a ajuda de um profissional especializado. 

Conclusão

Agora que você já sabe como criar uma loja virtual ficou muito mais fácil colocar esse projeto em prática, não é mesmo?

Para trilhar um caminho de sucesso, não deixe de utilizar as dicas que apresentamos aqui nesse artigo. 

Não se esqueça de contar com bons parceiros e fornecedores, pois, dessa forma, sua operação será ainda mais facilitada e segura. 

Quer entregar suas vendas com economia? Vem pra Kangu!

(Visited 149 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *