Marketplace: saiba o que ele pode fazer pela sua loja virtual

Desde 2012, o Marketplace tornou-se um modelo de negócios que, definitivamente, chegou para ficar e, ao que tudo indica, terá um crescimento exponencial ainda maior nos próximos anos.

Esse importante shopping center virtual tem feito o maior sucesso em razão das suas inúmeras vantagens, já que reúne em um só lugar produtos das mais variadas marcas e lojas, facilitando a localização dos melhores preços e ofertas por parte dos consumidores.

Para você ter uma ideia da força do Marketplace Shopping, no ano passado, ele apresentou um crescimento de 13% em relação ao e-commerce, que foi de 12%.

Ao todo, em 2019, somente esse formato de negócios faturou R$ 18 bilhões, enquanto o comércio eletrônico em geral apresentou um faturamento de R$ 27 milhões.  

Para te ajudar a entender um pouco mais sobre esse canal poderoso de vendas, preparamos esse artigo com tudo o que ele pode fazer pela sua loja virtual.

Saiba como a Kangu pode ajudar a sua loja virtual

O que é e para que serve um marketplace?

o que é um marketplace

Para você saber como trabalhar com marketplace é preciso entender o que é e para que serve essa plataforma de vendas. 

Certamente, em algum momento da sua vida você já navegou por comércios eletrônicos, como Mercado Livre, Americanas, NetShoes, Shoptime, Walmart, entre outros. 

Diferente do que você possa imaginar, esses sites não se tratam apenas de um e-commerce comum, que oferta produtos apenas de uma loja.

Na verdade, esses são alguns dos sites de marketplace no Brasil, que oferecem uma proposta comercial colaborativa, onde vários lojistas ou pessoas físicas podem vender os seus produtos.

Para isso, os lojistas devem cadastrar sua marca e produtos na plataforma que, em troca da exposição, os vendedores pagam comissões e percentagens para esses grandes players.

Quais os tipos de marketplace?

Esses tipos de marketplace que citamos acima são os mais populares no Brasil, mas esse modelo de negócios é muito mais abrangente, sendo dividido em 5 diferentes perfis: B2C, B2B, B2G, C2C e B2b2C.

A sigla B2C significa Business to Consumer, que é um formato voltado para as transações entre empresas e consumidores.

Já o modelo B2B (Business to Business) é uma compra que acontece de empresa para empresa ou entre vendedores e fornecedores. 

O marketplace B2G (Business to Government) é destinado a empresas que vendem para as mais diferentes esferas governamentais, como municipal, estadual ou federal.  

O C2C, que significa Consumer to Consumer é um formato de comércio, no qual as pessoas comercializam seus produtos também para outras pessoas.

Por fim, no marketplace brasileiro, existe ainda o B2B2C, que é o Business to Business to Consumer, onde os comerciantes têm a oportunidade de fazer negócios com vendedores, mas com enfoque no consumidor final. 

Quais as vantagens de vender através de um marketplace?

Vantagens de um marketplace

Não é à toa que o marketplace tem ganhado cada vez mais espaço no comércio eletrônico.

Entre as principais vantagens está a visibilidade, já que esses players possuem uma reputação forte no mercado e atraem milhares de visitantes com reais interesses de compra. 

Sem contar a credibilidade que você garantirá junto aos consumidores, já que a sua loja estará na vitrine dos maiores e-commerces, gerando muito mais confiança por parte dos consumidores. 

O aumento de vendas também é um dos grandes benefícios do marketplace, pois a audiência desses canais é muito elevada, ampliando, assim, a possibilidade de atrair novos clientes e, claro, fomentar o crescimento do seu negócio.

Sem contar a redução dos custos com publicidade nos marketplace loja, que são menores em comparação a uma loja virtual, pois eles oferecem toda a estrutura de tecnologia e marketing.

Somado a isso, seus produtos e e-commerce aparecerão em sites bem indexados, fazendo com que sua loja ganhe também força em termos de SEO (Search Engine Optimization).

Isso contribui para o ranqueamento do seu site, aumentando os acessos e, claro, as vendas do seu site. 

E as desvantagens?

O marketplace shopping possui inúmeros benefícios, mas como tudo na vida tem seus pontos negativos.

Se podemos citar algumas desvantagens, umas delas é a dependência que pode ser gerada pelas empresas, principalmente por aquelas que dependem exclusivamente desse canal.

Isso porque, se determinado marketplace encerra as suas atividades, possivelmente, essas marcas perdem sua principal fonte de vendas, comprometendo o faturamento e até a continuidade dos negócios.  

Outro ponto que merece destaque são as porcentagens, comissões e taxas sobre as vendas, que podem ser bem salgadas, dependendo do tamanho do seu orçamento.

Além disso, mesmo sendo uma ótima vitrine para a sua loja, esses tipos de marketplace podem afetar a personalidade da sua marca.

Ao comprar nesses canais, os consumidores, muitas vezes, entendem que a transação está sendo feito no marketplace Americanas, por exemplo, ao invés do seu comércio eletrônico.

Nesse sentido, a identificação da sua marca e a recompra podem ser prejudicadas, já que dentro desses sites, você não consegue trabalhar fortemente o nome da sua loja.

Quais os melhores marketplaces para a minha loja?

melhor marketplace

Para você que quer entender quais são os melhores marketplace para investir, saiba que entre os mais populares e vantajosos está o Mercado Livre, que provavelmente já conhece. 

O marketplace Magalu também entra na lista como uma dos principais canais de vendas colaborativas do ramo de eletrônicos e eletrodomésticos. A Amazon é um verdadeiro gigante do varejo online, sendo famosa em todo mundo.  

Outros canais, como o OLX e o marketplace do Facebook ganharam mercado nos últimos anos por possibilitar a venda entre B2C e C2C.

Não podemos deixar de citar o B2W, que engloba o marketplace Americanas, Shoptime e Submarino. 

Exemplos de cases de marketplace no Brasil

Além dos modelos B2C e C2C que citamos acima, o Airbnb é um dos exemplos de cases de marketplace no Brasil de serviços mais famosos do mundo. 

A plataforma surgiu a partir da ideia de três amigos, em 2008, que queriam alugar espaços dentro do seu próprio apartamento, já que a cidade que sediava muitas conferências não conseguia atender a demanda de interessados. 

Esse ideia tornou-se um negócio milionário presente em quase 200 países, que vale mais de 30 bilhões de dólares, conectando viajantes e pessoas que desejam oferecer hospedagem.

O Uber também não deixa de ser um marketplace app, que mudou definitivamente a forma como as pessoas se locomovem.

Fundado em 2009, hoje ele vale mais de 60 milhões de dólares, onde motoristas credenciados podem transportar pessoas no mesmo formato de um táxi, mas com custos bem menores. 

No marketplace brasileiro, a Netshoes também é um grande case nesse segmento, sendo a holding de artigos esportivos e lojas de moda. 

Recentemente, essa grande loja de calçados realizou IPO (Initial Public Offering) na Bolsa de Nova York, quando captou mais de 138 milhões de dólares.

Como vender mais usando marketplace

Para quem quer ter sucesso nesse canal de vendas, a primeira coisa é escolher os produtos certos e entender quem são os consumidores que visitam determinado marketplace.

Dessa forma, você conseguirá selecionar aqueles produtos que têm maior potencial de venda. 

O preço nesses canais também precisam ser diferenciados, já que, possivelmente, seu produto concorrerá com outras lojas que vendem os mesmos itens pelo mesmo custo ou até menor.

Por isso, fique sempre de olhos nos preços ofertados pelos seus concorrentes, calcule margem de lucro e tenha sempre um preço competitivo. 

Outro diferencial para quem quer saber como vender mais usando o marketplace shopping é a reputação do vendedor junto ao canal. 

Você precisará ter um atendimento diferenciado, envio rápido e seguro dos produtos, boa avaliação dos clientes e também baixos índices de reclamações. 

Em qualquer estágio do seu funil de vendas, tente sempre manter um bom relacionamento com seu cliente. Tudo isso será determinante para o sucesso nesse canal. 

Conclusão

Se você pensa em investir no marketplace, sem dúvida, essa é uma ótima oportunidade para aumentar as suas vendas, ganhar mais visibilidade e fazer o seu negócio decolar. 

Mas é importante que entenda que esses canais de vendas precisam de toda a sua atenção, já que a concorrência por lá é muito maior. Destaque-se!  

Faça o seu cadastro e seja um cliente Kangu

(Visited 136 times, 1 visits today)

2 comentários em “Marketplace: saiba o que ele pode fazer pela sua loja virtual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *