skip to Main Content

O que é logística reversa e como ela pode gerar valor para a sua empresa?

Você sabe o que fazer quando um cliente deseja devolver uma compra? E quando o produto adquirido se torna material de descarte?

Para lidar com essas questões, é preciso aplicar a logística reversa. Além de ser uma estratégia para melhorar a experiência do cliente e fazer bem ao planeta, também é uma forma de gerar valor ao seu negócio.

A prova disso é o estudo da Invesp, que mostrou que 92% dos consumidores tendem a voltar a comprar em sites onde realizaram devoluções de um produto por meio de um processo simples.

Por outro lado, a pesquisa da Ebit | Nielsen revelou que 44% dos consumidores já desistiu de comprar em e-commerce por achar que a devolução seria complexa.

Ou seja, uma logística reversa eficiente é crucial para toda loja virtual que deseja alavancar as vendas, fidelizar clientes e fortalecer sua imagem no mercado.

Por isso, acompanhe o artigo que preparamos para você e entenda tudo sobre o assunto!

O que é a logística reversa? 

A logística reversa é o conjunto de procedimentos aplicados após a chegada do produto ao consumidor final.

Basicamente, se refere ao recolhimento de produtos no pós-venda ou pós-consumo para que retornem à cadeia de produção.

Esse processo é mais amplo do que muitos acreditam, pois vai além da criação de uma política de trocas e devoluções.

Afinal, engloba todo o ciclo de vida do produto. Isso inclui a reciclagem, reaproveitamento de matérias-primas, reforma, revenda de produtos reaproveitados e destinação correta de resíduos.

Por exemplo, vamos supor que um produto chegue com defeito até o cliente. Será necessário realizar a devolução.

Para isso, a empresa deve seguir algumas etapas básicas de logística reversa:

  1. organizar o envio do produto a ser devolvido;
  2. após o recebimento, testar a qualidade do produto para identificar as falhas;
  3. documentar os erros para evitar cometê-los novamente;
  4. consertar o item, se possível;
  5. devolver ao estoque.

Se não for possível recuperar a mercadoria devolvida, a empresa pode reutilizar componentes, reciclar matérias-primas e descartar adequadamente os resíduos que não puderem ser reaproveitados.

Tipos de logística reversa

É importante deixar claro que existem dois tipos de logística reversa que podem ser adotados pelas empresas. São eles:

Pós-venda

Acontece no caso de trocas de mercadorias, desistência de compra e devoluções por diversos motivos, como defeito de fabricação ou danos no transporte.

Neste caso, o produto volta à cadeia de produção antes de ser usado ou em casos de pouco uso.

Muitas vezes, esses produtos podem voltar ao estoque ou passar por melhorias para serem vendidos novamente.

 

Pós-consumo

Já neste caso, o produto foi adquirido, utilizado e seria descartado pelo consumidor, geralmente devido ao término de vida útil ou porque a validade chegou ao fim.

Para atender a essa demanda, a empresa deve se preparar para receber os itens e dar o devido encaminhamento a eles. Existem três ações possíveis:

  • reutilização dos bens que estão em boas condições de uso para que retornem ao ciclo produtivo;
  • reciclagem do produto ou de componentes;
  • descarte adequado de acordo com os riscos ambientes se a reintrodução no mercado for inviável.

Como funciona a coleta de produtos devolvidos? 

Você sabia que pelo menos 30% dos produtos adquiridos em compras online são devolvidos? Esses dados foram revelados por uma pesquisa da Ebit | Nielsen.

Isso significa que a sua empresa precisa estar preparada para recolher esses itens. Saiba como:

Coleta no endereço do cliente

A devolução pode ser feita pela mesma transportadora que realiza as entregas para a sua empresa. Neste caso, a transportadora recolhe o produto no endereço do cliente.

Ponto de coleta

Outra alternativa é liberar um código de postagem para que o cliente leve o produto, devidamente embalado, até um ponto de coleta. De lá, a mercadoria será encaminhada para a sua empresa.

Na Kangu, por exemplo, esse processo é prático para você e para o cliente. Há mais de 2.800 pontos de coleta espalhados pelo país e as postagens são feitas de forma rápida e sem filas.

Troca em lojas físicas

Agora, se além do e-commerce, a sua empresa também possui uma loja física, é possível aceitar por lá as devoluções das compras feitas online. 

Essa é uma boa estratégia para retornar o item ao estoque com agilidade e incentivar o cliente a adquirir um novo produto.

Quais as vantagens da logística reversa? 

Ainda não está convencido da importância da logística reversa? Então, confira só as principais vantagens de aderir a essa estratégia:

Redução de Custos 

O reaproveitamento e a reciclagem de mercadorias, embalagens ou peças pode ser uma boa fonte de suprimentos e matérias-primas para a sua empresa. Assim, é possível reduzir os custos com fornecedores.

Melhora da reputação da marca

A preocupação com o meio ambiente é uma das principais tendências do mercado e cada vez mais consumidores dão preferência a empresas ecologicamente corretas.

Como a reciclagem é uma das práticas consideradas sustentáveis, a logística reversa pode fortalecer a sua reputação no mercado.

Além disso, segundo pesquisa da World Economic Forum, 25% do valor de uma empresa vem da sua reputação. 

Portanto, fortalecer a imagem da sua marca é um dos grandes truques para melhorar a receita.

Fortalecimento de relacionamento com o cliente

Lembra quando falamos, lá no início do texto, que 92% dos clientes que realizam a devolução de produtos por meio de um processo simplificado tendem a realizar novas compras no e-commerce?

Isso significa que garantir uma logística reversa eficiente ao consumidor te ajudará a fortalecer os laços com o seu cliente. Afinal, quando o cliente mais precisa, você conseguirá prestar um bom suporte, o que é crucial para a fidelização.

Otimização de processos

À medida que os produtos são devolvidos, seja por falhas na produção, danos no transporte ou insatisfação do cliente, a empresa pode realizar testes de qualidade dos itens, além de rever falhas, desde a fabricação até a entrega do produto ao cliente.

A partir daí, a empresa consegue buscar maior eficiência em seus processos com foco em qualidade, redução de custos e satisfação do cliente.

Cumprimento da lei

Inclusive, quando falamos sobre a logística reversa de resíduos sólidos, já existe uma lei que determina que também é responsabilidade dos comerciantes, fabricantes, importadores e distribuidores o manejo de resíduos sólidos de cada produto.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305, as empresas são obrigadas a aceitarem o retorno de produtos descartados, além de serem responsáveis por dar o devido destino a esses itens.

Mas, afinal, como a logística reversa cria valor para a empresa?

Em primeiro lugar, a empresa consegue entregar valor ao cliente ao viabilizar os processos de retorno de produtos e resíduos, pois essas ações ajudam a proteger o meio ambiente e geram confiança no consumidor.

Uma política de logística reversa eficiente também pode ser uma grande vantagem competitiva para sua empresa se destacar entre os seus concorrentes.

Além disso, tornar sua loja virtual mais sustentável é benéfico para toda a sociedade. Só para você ter uma ideia, a indústria de bens de consumo é responsável por 75% dos resíduos sólidos urbanos.

Já ao aderir a essa estratégia, a sua empresa poderá reaproveitar produtos e materiais e, como isso:

  • reintegrar produtos à cadeia produtiva;
  • diminuir o consumo de matérias-primas;
  • minimizar a geração de resíduos;
  • realizar o descarte correto de resíduos que não podem ser aproveitados para diminuir o impacto ambiental.

A nível global, a não reciclagem implica na perda de oportunidades financeiras de mais de US$ 30 bilhões por ano.

Por outro lado, revender, reciclar e reutilizar produtos devolvidos gera economia para a empresa, pois reduz custos com matéria-prima e diminuem os gastos na produção, armazenamento e distribuição. 

Tudo isso ajuda a maximizar sua lucratividade. Ou seja, beneficia a todos!

Como implementar a logística reversa? 

Agora que você já sabe o que é logística reversa, como funciona e quais os benefícios para a sua empresa, é hora de descobrir como implementá-la:

Estabeleça uma política de troca e devoluções

As devoluções fazem parte da experiência do consumidor, e 67% dos clientes verificam a política de devolução antes de comprar um item. 

Por isso, é necessário estabelecer qual será a política de troca adotada pela sua empresa. Determine, por exemplo:

  • como o cliente poderá abrir uma solicitação;
  • o prazo para a solicitação de troca;
  • como será a coleta da mercadoria;
  • quando será realizado o estorno ou envio do novo produto

E não esqueça de divulgar sua política de trocas!

Investigue o motivo das trocas e devoluções 

Monitore as causas das devoluções para melhorar o desempenho da sua empresa. Por meio dessas informações, você conseguirá diagnosticar falhas em relação à:

  • fotos dos produtos no e-commerce;
  • descrição dos itens no site;
  • qualidade dos produtos;
  • transporte;
  • etc.

Centralize os centros de devoluções

Ao centralizar os processos, fica mais fácil classificar os produtos devolvidos e identificar o próximo passo de cada um deles para recuperar o valor de um item devolvido.

Considere dedicar uma parte do seu espaço físico somente para as devoluções.

Dê o destino certo às mercadorias devolvidas

Após a devolução, determine o destino de cada mercadoria:

  • voltar ao estoque para revender;
  • consertar ou agregar valor antes de revender o item;
  • reciclar e reutilizar os recursos;
  • descartar corretamente somente o que não for possível reaproveitar.

Conte com bons parceiros de transporte

A agilidade no retorno desses itens é crucial para as empresas e para os consumidores. 

Afinal, quanto mais tempo os produtos ficarem em trânsito, mais oportunidades de vendas serão perdidas e menos valiosos eles se tornarão. É preciso colocar os itens à venda novamente o mais rápido possível.

Além do mais, os clientes também buscam por processos de devolução que sejam rápidos e descomplicados.

Para sanar essa questão, é necessário contar com bons parceiros de transporte, como a Kangu. Nós oferecemos uma variedade de soluções logísticas, com preços reduzidos e mais sustentáveis, como:

  • cotação simultânea de frete com diversas transportadoras. São várias cotações de preços e prazos para escolher;
  • rastreamento e controle das encomendas em tempo real;
  • devolução de mercadorias;
  • pontos de coleta e retirada para enviar, receber ou devolver produtos;
  • postagens simples, rápidas e sem burocracia;
  • envios ágeis e seguros.

Conclusão

A logística reversa se refere ao processo inverso da logística tradicional. Neste caso, trata-se de garantir o retorno do produto pós-venda ou pós-consumo até o centro de distribuição com o máximo de eficiência.

Implementar esse processo não é tão simples, ainda mais no pós-consumo, contudo é uma estratégia que agrega valor à sua empresa, reduz custos e contribui para a preservação do meio ambiente.

Como em qualquer planejamento, o segredo para o sucesso está na implantação gradativa, com acompanhamento de processos e análises de resultados.

E, nesta nova empreitada, conte com a ajuda da Kangu. Nós viemos para descomplicar a sua vida ao conectar transportadoras e empresas de todos os portes.

Assim, conseguimos oferecer mais agilidade e economia nos seus envios, tanto para a logística tradicional, quanto na reversa.

Também contamos com uma rede colaborativa com mais de 2.800 pontos de postagens, os Pontos Kangu, que são estabelecimentos comerciais devidamente preparados para receber e entregar pacotes.

Desta forma, a entrega, retirada e devolução de produtos fica muito mais cômoda para você, empreendedor, e para o seu cliente.

Quer aprofundar seu conhecimento no assunto e entender melhor como podemos te ajudar? Baixe nosso guia completo sobre logística reversa. É só clicar na imagem abaixo!

Marcelo Guarnieri

Chief Executive Officer (CEO) e fundador da Kangu

Back To Top