skip to Main Content

O que comprar para revender: 9 opções lucrativas

Quer abrir um negócio online, mas ainda não sabe o que comprar para revender? Primeiro, saiba que começar uma loja na internet é uma ótima ideia.

Em 2021, mesmo diante de um cenário pandêmico e desafiador, as pequenas e médias empresas faturaram mais de R$ 2,3 bilhões com vendas online. O número representa um aumento de  77% em relação ao ano anterior, segundo estudo da Nuvemshop.

Já para escolher seu nicho, um ponto de partida é conhecer os mercados em expansão e com alta demanda.

Assim, são grandes as chances de você criar um empreendimento que garanta um bom retorno financeiro, já que esses setores conseguem movimentar milhões ou até bilhões de reais todos os anos.

Então, continue a leitura do artigo para conhecer os nichos que se destacam quando o assunto é revenda, além de conferir dicas de como iniciar no ramo.

Economize no frete com a Kangu

O que comprar para revender e ganhar dinheiro?

A escolha do segmento é sempre um desafio para todo empreendedor que deseja abrir seu próprio negócio, mas ainda não sabe o que comprar para revender.

Apostar nos setores que tiveram boas taxas de crescimento ou que já estão consolidados é uma atitude esperta.

Contudo, sempre considere as suas habilidades e afinidades com o segmento para ter mais facilidade ao gerenciar seu negócio, divulgar seus produtos e tirar dúvidas do consumidor..

Agora, confira algumas sugestões do que comprar para revender e lucrar:

1. Produtos eletrônicos e acessórios

Esse é um dos setores em constante expansão. Durante a pandemia de 2020, a indústria de tecnologia cresceu 20%, segundo o estudo “Mercado Brasileiro de Software – Panorama e Tendências 2021”.

Isso ocorre por conta da transformação digital, que foi acelerada devido a pandemia, além das constantes inovações tecnológicas e da necessidade das empresas e dos consumidores em acompanhar as novidades.

Produtos e acessórios eletrônicos, como celulares, notebooks e fones de ouvido, por exemplo, já se tornaram essenciais na vida de qualquer pessoa. 

Além do uso pessoal, muitos também precisam dessas tecnologias para trabalhar, ainda mais agora que o trabalho híbrido e home office se tornaram uma tendência que deve se manter mesmo após a melhora das condições epidemiológicas da Covid-19.

De acordo com pesquisa feita pela consultoria BMI, das 56 empresas ouvidas, 80% apontaram que o modelo híbrido já é ou será adotado no pós-pandemia.

2. Alimentos saudáveis

Antes de decidir o que comprar para revender, é importante acompanhar as tendências do mercado. Dentre elas, um destaque é a crescente busca por hábitos mais saudáveis.

De acordo com estudo da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), que ouviu mais de 3 mil brasileiros em todo o país, 80% dos entrevistados buscam uma alimentação mais saudável.

Já uma pesquisa da Euromonitor International revelou que os alimentos naturais e saudáveis tiveram um crescimento de 33% entre 2015 e 2020. Até 2025, a previsão é um de um crescimento de 27%.

Já deu para perceber que esse é um dos setores com bastante potencial para você empreender, não é?

Outra boa notícia é que é fácil encontrar fornecedores desses produtos na internet. Também é possível fechar parcerias com pequenos produtores da sua região.

3. Moda Fitness 

A crescente conscientização sobre ter hábitos saudáveis para prevenir doenças e aumentar a qualidade de vida também reflete na expansão do mercado fitness.

Só para você ter uma ideia, o segmento de moda e acessórios fitness já movimenta R$ 220 milhões ao ano no Brasil.

Outro ponto que demonstra que o negócio pode ser viável é o fato de que o nicho ainda é pouco explorado. Os consumidores que adotam um estilo de vida fitness têm dificuldades em encontrar empresas especializadas. 

Portanto, é uma boa ideia revender roupas e acessórios próprios para esportes e malhação, como tops, leggings, camisetas, tênis, entre outros.

4. Roupas e sapatos

Sabia que roupas e sapatos são alguns dos produtos mais vendidos na internet? Por essa razão, quando você pesquisa o que comprar para revender, vale considerar a categoria!

Ainda que o setor tenha fechado em queda em 2020 por conta da pandemia, já há indícios de recuperação. As projeções da Mosaiclab apontam para um crescimento de 5,9% ao ano entre 2021 e 2023.

Então, vender roupas na internet pode garantir lucros ao empreendedor, ainda mais porque a margem de lucro é alta, podendo chegar a 140% no varejo.

Dentre as vantagens do segmento está a facilidade de encontrar fornecedores. Por outro lado, a concorrência é mais acirrada e é preciso ficar atento às tendências para se destacar, como é o caso da moda sustentável.

5. Roupas íntimas e pijamas

Na moda, segmentar é um dos segredos para se destacar no mercado e um dos segmentos que é uma ótima pedida para quem busca o que comprar para revender é o de roupas íntimas e pijamas. Afinal, são itens básicos usados sempre e por qualquer pessoa!

Neste caso, existe a possibilidade de comprar as peças no atacado para criar seu estoque ou mesmo vender por catálogo.

Já para conquistar seus clientes, aposte no preço justo sem abrir mão da qualidade. É o que o consumidor procura quando precisa desse tipo de produto.

6. Cosméticos

O Brasil é o terceiro maior consumidor no setor da estética, atrás apenas dos Estados Unidos e China. Isso significa que certamente haverá público para comprar os produtos que você revende!

Perfumes, cosméticos para a pele, produtos para o cabelo, maquiagens costumam ter boas taxas de venda.

Inclusive, grandes marcas, como Avon, Natura, Jequiti  e Boticário, costumam ter programas de revenda, que você pode fazer pedidos por meio de catálogos ou comprar kits iniciais.

O interessante de revender produtos dessas empresas é que você conta com a força das marcas para atrair o consumidor.

7. Produtos de casa e decoração 

De acordo com estimativas, o setor movimenta R$ 5 bilhões anualmente, somente no Brasil. Já deu para entender porque essa categoria está na lista do que comprar para revender, não é?

Segundo dados do relatório Webshoppers 43° edição, feita pela Ebit/Nielsen e Bexs Banco, em 2020, o nicho avançou 24% em número de pedidos e 53% em faturamento em comparação com o ano anterior.

Luminárias, quadros, vasos, tapetes são alguns dos artigos decorativos mais buscados pelos consumidores em marketplaces e e-commerces. 

Para começar, você pode buscar por lojas de atacado, comprar direto na fábrica ou mesmo importar da China, há uma variedade de opções por preços atrativos.

Neste nicho, os cuidados com as fotos de produtos e as descrições são extremamente importantes, já que o público procura algo bonito para decorar a sua casa. A falta dessas informações pode fazer o consumidor desistir da compra.

Além disso, também é preciso redobrar a atenção quanto ao envio. Os objetos precisam ser embalados corretamente para evitar danos no transporte.

8. Importados

Mesmo com o euro e o dólar em alta, cosméticos, roupas, bolsas e perfumes, por exemplo, costumam ter um preço mais barato no exterior do que no Brasil.

Além disso, existem marcas que ainda não vendem seus produtos em território brasileiro. Portanto, existe uma grande oportunidade neste nicho. 

Para começar, existem duas principais alternativas: a importação direta e o dropshipping.

Neste primeiro caso, você precisará comprar os itens, possivelmente em dólar, antes de revender. Logo, precisará de capital de giro para iniciar.

Já com o dropshipping, é possível trabalhar sem estoque. No modelo, você fica responsável por vender o produto, já seu fornecedor parceiro realiza a entrega do produto diretamente para o seu cliente.

Vale ter em mente que é preciso ter cuidado com produtos falsificados. Isso pode prejudicar sua credibilidade no mercado. Então, compre apenas de fornecedores confiáveis.

Se for comprar de marcas pouco conhecidas, pesquise a reputação e faça compras testes antes para se certificar da qualidade do produto.

9. Utensílios domésticos e de cozinha

Tigelas, colheres, pratos, panelas,  pequenos eletrodomésticos, organizadores de gaveta… Como são produtos que precisamos no dia a dia, a revenda está praticamente garantida.

Além disso, a lucratividade pode ser alta, já que esse tipo de item costuma ter preços atrativos para compra no atacado. 

Contudo, como são produtos de menor valor, o desafio está em aumentar o ticket médio dos produtos.

Para isso, o grande truque é criar kits de produtos, oferecer itens complementares, descontos progressivos de acordo com o volume e frete grátis a partir de determinado valor.

Já a revenda pode ser feita por meio de catálogos, da mesma forma que os cosméticos, ou por meio da criação de um estoque.

No ramo, existem algumas opções de empresas para firmar parceria, como Tupperware, KitchenAid e Le Creuset.

Como revender produtos na internet?

Agora que você já sabe o que comprar para revender, é hora de descobrir como vender seus produtos online.

Para isso, separamos, de forma resumida, as principais etapas que você precisa seguir para dar inícios às vendas no mundo digital:

  • Planeje o que irá vender: escolha seu nicho de atuação e escolha o mercado que deseja ingressar;
  • Encontre seus fornecedores: comprar direto do fabricante ou atacadista te ajudará a garantir preços mais baixos para aumentar seu lucro na revenda;
  • Determine preços: calcule os preços dos produtos de revenda com base nos custos de aquisição, lucros que deseja obter e valores praticados pelos concorrentes;
  • Conheça seu público-alvo: saiba quem são seus clientes em potenciais para definir as melhores estratégias para alcançá-los;
  • Escolha a plataforma de vendas: onde você irá anunciar seus produtos? É possível montar uma loja virtual própria, usar marketplaces ou vender diretamente nas redes sociais;
  • Prepare seu estoque: defina a quantidade inicial de produtos que você irá adquirir dos fornecedores para começar a revender;
  • Divulgue seus produtos: agora você precisa atrair clientes e a melhor maneira de fazer isso é por meio de divulgação, por isso, aposte em estratégias de marketing digital, como os anúncios nas redes sociais;
  • Planeje as entregas: como você irá entregar seus produtos? Lembre-se que é preciso bons parceiros de frete para garantir envios ágeis, seguros e econômicos.

Conclusão

Ao pesquisar o que comprar para revender, você percebeu que existem muitas opções de produtos com alta demanda e que podem ser bem rentáveis, como cosméticos, roupas, alimentos naturais, aparelhos eletrônicos, entre outros.

Porém, antes de tomar sua decisão, pesquise a fundo o mercado em que pretende atuar e se prepare para essa nova empreitada.

E, depois que conquistar sua primeira venda, não esqueça que você precisa honrar seus compromissos com o consumidor.

Garantir a qualidade do item e o envio dentro do prazo combinado é crucial para melhorar a experiência do consumidor e ganhar a confiança do cliente.

Para te ajudar nesta missão, surgiu a Kangu. Nós conectamos vendedores à transportadoras para criar um sistema logístico eficiente, sustentável e ágil. 

Assim, você não apenas economiza no frete, como também garante a satisfação do cliente com entregas mais rápidas, rastreáveis e seguras.

Clique na imagem abaixo e cadastre-se na Kangu:

Economize no frete com a Kangu

Diogo Inoue

Head of Sales

Back To Top